Vivência na oficina de capacitação das Policlínicas: refletindo o impacto desse serviço na rede de saúde.

Autores

  • Gabriella de Carvalho Madureira Universidade do Estado da Bahia

DOI:

https://doi.org/10.18310/2446-4813.2018v4n4p%25p

Resumo

Objetivo: Relatar a experiência na oficina de capacitação da Policlínica, ocorrida na cidade de Feira de Santana, Bahia, Brasil. Metodologia: O evento foi conduzido por funcionários da Secretaria Estadual de Saúde, onde se explanou sobre o funcionamento desse serviço, discussão do protocolo de encaminhamento da Policlínica e discussão de casos. Resultados: Os principais resultados indicam uma boa expectativa sobre o serviço, já que os profissionais acreditam que haverá mais vagas para a população, e também muitas dúvidas sobre o funcionamento, e, se de fato o serviço causará mudanças a longo prazo. O confronto desses resultados com a revisão da literatura científica, aponta resultados pouco animadores, visto que as experiências semelhantes em outros municípios foram pouco exitosas graças a aspectos conjunturais que perduram no sistema de saúde. Conclusão: É necessário refletir se o atual contexto da saúde favorece operacionalizar o potencial da policlínica, ou, se essa será mais um ponto da rede de saúde que enfrentará os entraves já existentes.

Biografia do Autor

Gabriella de Carvalho Madureira, Universidade do Estado da Bahia

Graduada em Enfermagem pela Universidade do Estado da Bahia (UNEB). Pós Graduada em Vigilância Sanitária pelo Centro Universitário Internacional (UNINTER).

Referências

Ministério da Saúde [Internet]. Brasília: Portaria 4279 de 30 de dezembro de 2010. Estabelece diretrizes para a organização da Rede de Atenção à Saúde no âmbito do Sistema Único de Saúde (SUS); 2010. Disponível em: http://conselho.saude.gov.br/ultimas_noticias/2011/img/07_jan_portaria4279_301210.pdf

Mendes EV. As redes de atenção à saúde. Ciência & Saúde Coletiva. 2010; 15(.5): 2297-2305.

Kuschnir R, Chorny AH. Redes de atenção à saúde: contextualizando o debate. Ciência & Saúde Coletiva. 2010;15(5):2307-16.

Secretária Estadual de Saúde da Bahia [Internet]. Salvador: Policlínicas Regionais de Saúde; 2018. Disponível em: http://www.saude.ba.gov.br/municipios-e-regionalizacao/policlinicasregionais/

Serra CG, Rodrigues PHA. Avaliação da referência e contrarreferência no Programa Saúde da Família na região metropolitana do Rio de Janeiro (RJ Brasil). Ciência & Saúde Coletiva. 2010;15(3):3579-86.

Senna MCM, Cohen MM. Modelo assistencial e estratégia saúde da família no nível local: análise de uma experiência. Ciência & Saúde Coletiva. 2002; 7(3):523-35.

Downloads

Publicado

2019-06-30

Edição

Seção

Relato de Experiência