PMAQ: um desafio à adesão das equipes da Estratégia Saúde da Família

Autores

DOI:

https://doi.org/10.18310/2446-4813.2020v6n3p283-290

Palavras-chave:

Planejamento, Gestão em Saúde, Avaliação em saúde

Resumo

Objetivo: descrever a experiência na condução das equipes no processo de planejamento e organização até a avaliação do PMAQ, desenvolvendo uma metodologia participativa entre os envolvidos no processo. Método: Trata-­se de um relato de experiência sobre o processo de ordenamento e organização para a avaliação do Programa Nacional de Melhoria do Acesso e da Qualidade da Atenção Básica. Foram realizadas oficinas em todas as 26 unidades de saúde de uma Área Programática do Município do Rio de Janeiro com os integrantes das Equipes da Estratégia Saúde da Família. Resultados: através da sistematização no planejamento do 3º Ciclo do PMAQ, verificou­-se um amadurecimento referente à autoavaliação por parte dos profissionais e o fortalecimento da padronização dos processos de trabalho das equipes. Conclusão: Conclui­-se que a organização desse processo pode ser ampliada para outros espaços a fim de preparar os profissionais de saúde, levando-­os a refler suas práticas e incentivar a promoção da qualidade na prestação dos serviços.

Biografia do Autor

Livia Mendes Mesquita, Universidade Federal Fluminense

Enfermeira, Mestre em Ensino na Saúde - ­MPES - UFF. E­mail: mmesquita.livia@gmail.com ORCID: hps://orcid.org/0000­0002­8536­7383

Geilsa Soraia Cavalcanti Valente, UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE

Enfermeira, PhD. Profª Associado I do Departamento de Fundamentos de Enfermagem e Administração da Escola de Enfermagem Aurora de Afonso Costa, Universidade Federal Fluminense – UFF. E­mail: geilsavalente@yahoo.com.br ORCID: hps://orcid.org/0000­0003­4488­4912

Raquel de Lima Soeiro, UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE

Enfermeira, Mestre em Ensino na Saúde - ­MPES-UFF. E­mail: raquelsoeiro1@hotmail.com ORCID: hps://orcid.org/0000­0003­1176­8712

Tatiane Caldeira dos Santos de Salles, SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE DO RIO DE JANEIRO

Enfermeira, Mestre em Saúde da Família. Sanitarista – ENSP/FIOCRUZ. Especialista em Vigilância em Saúde – INI/FIOCRUZ. Secretaria Municipal de Saúde do Rio de Janeiro. E­mail: taanecaldeira@hotmail.com ORCID: hps://orcid.org/0000­0001­8055­0528

Bianca Maria Innocencio da Silveira Lobo, UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE

Nutricionista, Mestre em Ensino na Saúde­ - MPES - UFF.

Simone Costa da Matta Xavier, UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE

Enfermeira, Mestre em Ensino na Saúde - ­MPES - UFF. E­mail: enomisxavier@gmail.com ORCID: hps://orcid.org/0000­0003­3515­8134

Referências

Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Atenção Básica (DAB). Programa Nacional de Melhoria do Acesso e da Qualidade da Atenção Básica (PMAQ): Manual Instrutivo para as Equipes de Atenção Básica e NASF. Terceiro Ciclo (2015 – 2017). Brasília: MS; 2017a.

Sossai TA, Galavote HS, Vieira ECL, Freitas PSS, Lima RCD. Lima. Evidências sobre o Programa Nacional de Melhoria do Acesso e da Qualidade da Atenção Básica. Rev. Bras. Pesq. Saúde, Vitória, 18(1): 111-119, jan-mar, 2016. Acesso em: 29 de Abr.2019. Disponível em: http://periodicos.ufes.br/RBPS/article/view/15142.

Brasil. Ministério da Saúde. Portaria nº 1.654, de 19 de julho de 2011. Brasília: MS; 2011.

Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Atenção Básica (DAB). Instrumento de Avaliação Externa do Saúde Mais Perto de Você – Acesso e Qualidade. Programa Nacional de Melhoria do Acesso e da Qualidade da Atenção Básica (PMAQ) - Terceiro Ciclo (2015 – 2017). Brasília: MS; 2017b.

Santos AR, Reis TMG, Vilela ABA, Santos RMM, Mota TN, Santiago SS. Programa de Melhoria do Acesso e da Qualidade da Atenção Básica: em busca de novos sentidos no processo de trabalho. Rev.Saúde.Com 2014; 10(3): 307-314. Acesso em: 29 de Nov.2018. Disponível em: https://www.researchgate.net/publication/317973142.

Ribeiro DT, Nascimento DT do, Cunha FM da, Ozorio JC, Ferreira AV, Santos TC dos et al. O PMAQ-AB como umas das estratégias de estímulo à prática da Educação Permanente em Saúde. Série Atenção Básica e Educação na Saúde. A educação permanente em saúde e as redes colaborativas: conexões para a produção de saberes e práticas. 1ª Edição. Rede UNIDA. Porto Alegre/RS, 2016. Acesso: 18 de Abr.2018. Disponível em: https://www.lume.ufrgs.br/bitstream/handle/10183/134335/000988700.pdf?sequence=1.

Lopes EAA, Scherer MDA, Costa AM. O Programa Nacional de Melhoria do Acesso e da Qualidade da Atenção Básica e a organização dos processos de trabalho. Tempus, actas de saúde colet, Brasília, 9(2), 237-250, jun, 2015. Acesso: 04 de Abr.2018. Disponível em: http://www.tempusactas.unb.br/index.php/tempus/article/download/1757/1441

Moreira KS, Lima CA, Vieira MA, Costa, SM. Educação Permanente e Qualificação Profissional para a Atenção Básica. Revista Saúde e Pesquisa, v. 10, n. 1, p. 101-109, jan./abr. 2017 - ISSN 1983-1870 - e-ISSN 2176-9206. Acesso: 04 de Abr.2018. Disponível em: http://periodicos.unicesumar.edu.br/index.php/saudpesq/article/view/5682/3010.

Jales ED, Jales RD, Gomes JGN. O PMAQ-AB enquanto ferramenta de gestão do trabalho em saúde a partir das percepções dos gestores e profissionais de saúde. RSC online, 2017; 6 (3): p 77-97. Acesso: 07 de Maio.2018. Disponível em: http://www.ufcg.edu.br/revistasaudeeciencia/index.php/RSC-UFCG/article/view/486/309

Cavalcanti PCS, Neto AVO, Sousa MFS. Uma narrativa sobre o Programa Nacional de Melhoria do Acesso e da Qualidade na Atenção Básica. Série Atenção Básica e Educação na Saúde. Atenção Básica: Olhares a partir do (PMAQ-AB). 1ª Edição. Rede UNIDA. Porto Alegre/RS, 2016. Acesso: 04 de Abr.2018. Disponível em: http://historico.redeunida.org.br/editora/biblioteca-digital/serie-atencao-basica-e-educacao-na-saude/atencao-basica-olhares-a-partir-do-programa-nacional-de-melhoria-do-acesso-e-da-qualidade-2013-pmaq-ab-epub

Campos FCC, Faria HP, Santos MA. Planejamento e Avaliação das ações em Saúde. Belo Horizonte: Nescon/UFMG; 2010.

Jesus AS, Cardoso TSG, Vilela ABA, Nery, AA. O enfermeiro no contexto do Programa Nacional de Melhoria do Acesso e da Qualidade da Atenção Básica (PMAQ): Relato de Experiência. Rev.Saúde.Com 2015; 11(2): 193-200. Acesso: 18 de Abr.2018. Disponível em:

http://periodicos2.uesb.br/index.php/rsc/article/view/362/292

Pinto HA, Ferla AA, Ceccim RB, Florêncio AR, Matos IB, Barbosa MG et al. Atenção Básica e Educação Permanente em Saúde: cenário apontado pelo Programa Nacional de Melhoria do Acesso e da Qualidade da Atenção Básica (PMAQ-AB). Revista Divulgação em Saúde para Debate. Rio de Janeiro, n. 51, p. 145-160, OUT 2014. Acesso: 08 de Dez.2018. Disponível em: http://cebes.org.br/site/wp-content/uploads/2014/12/Divulgacao-51.pdf

Berbel, NAN (Org). Metodologia da Problematização: fundamentos e aplicações. Londrina: UEA, 1999.

Berbel, NAN. A problematização e a aprendizagem baseada em problemas: diferentes termos ou diferentes caminhos? Interface — Comunicação, Saúde, Educação, v.2, n.2, 139-154, 1998. Acesso em: 29 de Maio.2018. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/icse/v2n2/08.pdf.

Downloads

Publicado

2021-04-30

Como Citar

Mesquita, L. M., Valente, G. S. C., Soeiro, R. de L., dos Santos de Salles, T. C., Lobo, B. M. I. da S., & Xavier, S. C. da M. (2021). PMAQ: um desafio à adesão das equipes da Estratégia Saúde da Família. aúde m edes, 6(3), 283–290. https://doi.org/10.18310/2446-4813.2020v6n3p283-290

Edição

Seção

Relato de Experiência