Identificação do perfil dos pesquisadores contemplados no programa pesquisa para o SUS (PPSUS)

Suzana Rachel Oliveira, Carolina Bittencourt Gomes, Luiz Felipe Sfoggia Da Mata, Luciana Calabró

Resumo


O objetivo deste estudo foi identificar o perfil dos pesquisadores com projetos financiados através do Programa Pesquisa para o SUS: gestão compartilhada em saúde. O Programa envolve a parceria entre o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, Ministério da Saúde, Secretarias de Estado da Saúde e Fundações de Amparo à Pesquisa e surgiu com o objetivo de financiar projetos em temas prioritários locais, reduzir as desigualdades regionais em ciência, tecnologia e inovação em saúde, bem como aproximar os sistemas de ciência e tecnologia e de saúde. Foram analisados dados do sistema PesquisaSaúde e do Currículo Lattes e as variáveis analisadas foram: sexo, distribuição geográfica, produção científica e a formação de recursos humanos. Houve maior prevalência do sexo feminino (60%) e da região Nordeste (25%). A produção científica está centrada em resumos publicados em anais de congresso e a formação de recursos humanos voltada à iniciação científica. O Programa, apesar de não ser o único fator, contribuiu para o aumento da produção científica e formação de recursos humanos dos pesquisadores com projetos financiados.


Palavras-chave


Pesquisa; Pesquisadores; Financiamento da Pesquisa; Política de Pesquisa em Saúde; Planos e Programas de Pesquisa em Saúde.

Texto completo:

PORTUGUÊS

Referências


Ministério da Saúde (Brasil), Secretaria de Ciência, Tecnologia e Insumos Estratégicos, Departamento de Ciência e Tecnologia. Por que pesquisa em saúde?1. ed. Brasília:MS, 2007.

Vieira-da-Silva LM, Silva GAP, Esperidião MA. Avaliação da implantação da Política Nacional de Ciência, Tecnologia e Inovação em Saúde no Brasil. Saúde Debate [internet]. 2017 Set [acesso em 2020 mai 05]; 41 (esp3):87-98. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-11042017000700087.

Ministério da Saúde (Brasil), Secretaria de Ciência, Tecnologia e Insumos Estratégicos, Departamento de Ciência e Tecnologia. Política Nacional de Ciência, Tecnologia e Inovação em Saúde. 2. ed. Brasília:MS,2008.

Ministério da Saúde (Brasil), Secretaria de Ciência, Tecnologia e Insumos Estratégicos, Departamento de Ciência e Tecnologia. Programa Pesquisa para o SUS: Gestão Compartilhada em Saúde – PPSUS/Diretrizes Técnicas. 5.ed. Brasília: MS, 2014.

Souza LEPF. A utilização do conhecimento científico na gestão da Saúde. In: Mandarino ACDS, Gallo E, Gomberg E, organizadores. Informar e Educar em Saúde – Análises e Experiências. Salvador: EDUFBA, Rio de Janeiro: Editora FIOCRUZ; 2014.p.93-105.

Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (Brasil). Resolução Normativa nº. 28 de 18 de dezembro de 2015. Bolsas Individuais no País. Diário Oficial da União. 21 Dez 2015.

Barata RB, Golbaum M. Perfil dos pesquisadores com bolsa de produtividade em pesquisa do CNPq da área de saúde coletiva. Cad. Saúde Pública [internet]. 2003 Nov-Dez [acesso em 2020 mai 05]; 19(6):1863-1876. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0102-311X2003000600031&script=sci_abstract&tlng=pt

Cavalcante RA, Barbosa DR, Bonan PRF et al. Perfil dos pesquisadores da área de odontologia no Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq). Rev Bras Epidemiol [internet]. 2008 Mar [acesso em 2020 mai 05]; 11(1):106-113. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1415-790X2008000100010

Santos SMC, Lima LS, Martelli DRB et al. Perfil dos pesquisadores da Saúde Coletiva no Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Physis Revista de Saúde Coletiva [internet]. 2009 [acesso em 2020 mai 05]; 19(3):761-775. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0103-73312009000300012&script=sci_abstract&tlng=pt

Mendes PHC, Martelli DRB, Souza WP et al. Perfil dos Pesquisadores Bolsistas de Produtividade Científica em Medicina no CNPq, Brasil. Rev bras educ med. [internet]. 2010 [acesso em 2020 mai 05]; 34(4): 535-541. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0100-55022010000400008&script=sci_abstract&tlng=pt

Oliveira EA, Pécoits-Filho R, Quirino IG et al. Perfil e produção científica dos pesquisadores do CNPq nas áreas de Nefrologia e Urologia. J Bras Nefrol [internet]. 2011 Jan/Mar [acesso em 2020 mai 05]; 33 (1):31-37. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0101-28002011000100004

Gil AC. Como Elaborar Projetos de Pesquisa.5. ed. São Paulo: Atlas; 2010.

PesquisaSaúde [internet]. Brasília: Ministério da Saúde/Departamento de Ciência, Tecnologia e Insumos

Estratégicos, Sistema Pesquisa Saúde; [data desconhecida] [acesso em 2019 jan 11]. Disponível em: http://pesquisasaude.saude.gov.br/

Wendt GW, Lisboa CSM, DeSousa DA et al. Perfil dos Bolsistas de Produtividade em Pesquisa do CNPq em Psicologia. Psicologia: Ciência e Profissão [internet]. 2013[acesso em 2020 maio 05]; 33(3):536-547. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1414-98932013000300003

Santos NCF, Cândido LFO, Kuppens CL. Produtividade em pesquisa do CNPq: análise do perfil dos pesquisadores da Química. Química Nova [internet]. 2010 [acesso em 2020 maio 05]; 33 (2): 489-495. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-40422010000200044

Guedes MC, Azevedo N, Ferreira LO. A produtividade científica tem sexo? Um estudo sobre bolsistas de produtividade do CNPq. Cadernos Pagu [internet]. 2015 jul-dez [acesso em 2020 maio 05]; 45: 367-399. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0104-83332015000200367&script=sci_abstract&tlng=pt

Guimarães JA. A pesquisa médica e biomédica no Brasil. Comparações com o desempenho científico brasileiro e mundial. Ciência e Saúde Coletiva [internet]. 2004 [acesso em 2020 maio 05]; 9 (2): 303-327. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-81232004000200009

Pellegrini Filho A, Goldbaum M, Silvi J. Producción de artículos científicos sobre salud em seis países de América Latina, 1973 a 1992. Rev Panam Salud Pública [internet] 1997 [acesso em 2020 mai 05]; 1 (1): 23-34. Disponível em: https://www.scielosp.org/pdf/rpsp/v1n1/1n1a4.pdf

Sobral FAF. A pesquisa e a formação de recursos humanos. Ciência e Cultura [internet] 2008 jul [acesso em 2020 maio 05]; 60 (no. spel):22-41. Disponível em: http://cienciaecultura.bvs.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0009-67252008000500005




DOI: https://doi.org/10.18310/2446-4813.2021v7n2p%25p

DOI (PORTUGUÊS): https://doi.org/10.18310/2446-48132021v7n2.3147g653

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


A revista Saúde em Redes (ISSN 2446-4813) foi classificada pelo Sistema Qualis-Periódico da CAPES no Quadriênio 2014/2016, período de sua criação, no estrato B1 na área de Ensino, no estrato B4 nas áreas de Enfermagem, Interdisciplinar, Psicologia, Saúde Coletiva e Serviço Social e no estrato B5 nas áreas de Geociências e Medicina II. A Saúde em Redes é indexada na Base LILACS.

Indexada no LatindexDiadorim; Google Acadêmico; DOAJ; COLECIONASUS