Avaliando atributos do cuidado na Atenção Primária com o PCAtools

Autores

  • Mariana de Almeida Prado Fagá Universidade Federal de São Carlos
  • Renata de Cássia Gonsalves Universidade Federal de São Carlos
  • Giovanni Gurgel Aciole Universidade Federal de São Carlos

DOI:

https://doi.org/10.18310/2446-4813.2021v7n3p173-185

Palavras-chave:

Atenção Primária à Saúde, Avaliação em Saúde, Pesquisa sobre Serviços de Saúde, Atitude do pessoal da saúde, Saúde Pública

Resumo

A Atenção Primária em Saúde (APS) tem sido definida pelos seus atributos essenciais – acesso de primeiro contato, longitudinalidade, coordenação e integralidade – e atributos derivados – orientação familiar, orientação comunitária e competência cultural. A força e extensão da orientação da APS reduz iniquidades em saúde, ao garantir acesso universal e atenção à saúde apropriada pode reduzir gastos e cuidados desnecessários. Este estudo avaliou a presença e extensão dos atributos de APS nos serviços de atenção primária à saúde em um município do interior paulista, utilizando o instrumento PCATool – versão profissionais. Participaram desse estudo profissionais de nível superior - médicos, dentistas e enfermeiros - de 12 Unidades Básicas de Saúde (UBS) e 19 unidades de Saúde da Família (USF). O instrumento foi aplicado aos profissionais de cada unidade de APS, totalizando 64 questionários. Cada atributo foi avaliado por meio da média aritmética de seus itens e depois transformado em escala de 0 a 10. Valores acima de 6,6 são considerados altos. As USF apresentaram desempenho significativamente melhor (p valor<0,05) na maioria dos atributos e também na escala para atributos essenciais e geral.

Biografia do Autor

Mariana de Almeida Prado Fagá, Universidade Federal de São Carlos

Médica de família e comunidade pelo GHC. Mestra em Gestão da Clínica. Professora do Departamento de Medicina da UFSCar.

Renata de Cássia Gonsalves, Universidade Federal de São Carlos

Odontóloga. Doutora em Odontopediatria. Especialista em gestão do cuidado. Professora voluntária do Departamento de Medicina da UFSCar.

Giovanni Gurgel Aciole, Universidade Federal de São Carlos

Médico Sanitarista. Doutor em Saúde Coletiva. Coordenador do Grupo Quíron - estudos e práticas em saúde. Docente permanente no Programa de pós-graduação em gestão da clínica. Professor associado do Departamento de Medicina da UFSCar.

Referências

Starfield B. Atenção Primária - Equilíbrio entre necessidades de saúde, serviços e tecnologia. Brasília: UNESCO; 2002.

Giovanella LMM. Atenção Primária à Saúde: seletiva ou coordenadora dos cuidados? Rio de Janeiro2012.

Starfield BS, L; Macinko, J. Contribution of Primary care to Health Systems and Health. The Milbank Quartely. 2005;83(3):457-502.

Macinko JG, FC; Souza, MFM. Evaluation of the impact of the Family Health Program on infant mostality in Brazil, 1990-2002. J Epidemiol Community Health. 2006;60:13-9.

Macinko JH, MJ; Phil, D. Brazil's Family Health Strtegy - Delivering Community-Based Primary Care in a Universal Health System. The New England Journal of Medicine. 2015;372(23):2177-81.

Macinko JS, B; Erinosho, T. The impact of Primary Healthcare on Population Health in Low and Middle Income Countries. Journal of Ambulatory Care Management. 2009;32(2):150-71.

Rômulo MB, MAF. Rumo ao interior: médicos, saúde da família e mercado de trabalho. Rio de Janeiro: Editora Fiovruz; 2008.

Oliveira FV, T; Pinto, HA; Santos, JTR; Figueiredo, AM; Araújo, SQ; Matos, MFM; Cyrino, EG. Mais Médicos: um programa brasileiro em uma perspectiva internacional. Interface 2015;19(c):623-34.

Gonçalves RS, IMC; Tanaka, OY; Santos, CR; Brito-Silva, K; Santos, LX; Bezerra, AFB. Programa Mais Médicos no Nordeste: avaliação das internações por condições sensíveis à Atenção Primária à Saúde. Ciênc Saúde Coletiva. 2016;21(9):2815-24.

Brasil. Manual do instrumento de avaliação da atenção primária à saúde: primary care assessment tool pcatool - Brasil. Ministério da Saúde SdAeS, Departamento de Atenção Básica, editor. Brasília: Ministérios da Saúde; 2010.

Fracolli LG, MFP; Nabão, FRZ; Santos, MS; Cappelline, VK; Almeida, ACC. Primary health care assessment tools: a literature review and metasynthesis. Ciênc Saúde Coletiva. 2014;19(12):4851-60.

Carneiro MM, DMS; Gomes, JM; Pinto, FJM; Silva, MGC. Avaliação do atributo coordenação da Atenção Primária à Saúde: aplicação do PCATool a profissionais e usuários. Saúde Debate. 2014;38(especial):279-95.

Castro RK, DR; Harzheim; E; Hauser, L; Duncan, BB. Avaliação da qualidade da atenção primária pelos profissionais de saúde: comparação entre diferentes tipos de serviços. Cad Saúde Pública. 2012;28(9):1772-84.

Oliveira M. Presença e extensão dos atributos da atenção primária à saúde entre os serviços de atenção primária em Porto Alegre: Uma análise agregada: Universidade Federal do Rio Grande do Sul; 2007.

Penso JP, E; Oliveira, MMC; Strohschoen, AAG; Carreno; Rempel, C. Avaliação da Atenção Primária à Saúde utilizando o intrumento PCATool - Brasil. Rev Bras Med Fam Comunidade. 2017;12(39):1-9.

Almeida CM, JA. Validação de uma Metodologia de avaliação rápida das características organizacionais e do desempenho dos serviços de atenção básica do Sistema Único de Saúde (SUS) em nível local. Brasília: Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS); 2006.

Macinko JA, C; Oliveira, ES; Sá, PK. Organization and delivery of primary health care services in Petrópolis, Brazil. Int J Health Plann Mgnt. 2004;19:303-17.

Chomatas EV, A; Marty, I; Hauser, L; Harzheim, E. Avaliação da presença e extensão dos atributos da atenção primária em Curitiba. Rev Bras Med Fam Comunidade. 2013;8(29):294-303.

Vitória AH, E; Takeda, SP; Hauser, L. Avaliação dos atributos da atenção primária à saúde em Chapecó, Brasil. Rev Bras Med Fam Comunidade. 2013;8(29):285-93.

Silva SN, DA; Paraizo, CMS; Fracolli, LA. Avaliação da Atenção Primária à Saúde: visão dos profissionais de saúde. REv Esc Enferm USP. 2014;48(Esp):126-32.

Elias PF, CW; Alves, MCG; Cohr, A; Kishima V; Escrivão A Jr, et al. Atenção básica em saúde: comparação entre PSF e UBS por estrato de exclusão social do município de São Paulo. Cad Saúde Pública. 2006;11(3):633-41.

Ibañez NR, JSY; Castro, PC; Ribeiro, MCSA; Forster, AC; Novaes, MHD; et al. Avaliação do desempenho da atenção básica no estado de São Paulo. Ciênc Saúde Coletiva. 2006;11(3):683-703.

van Stralen CB, SA; van Stralen, TBS; Lima, AMD; Massote, AW; Oliveira, CL. Percepção dos usuários e profissionais de saúde sobre atenção básica: comparação entre unidades com e sem saúde da família na região Centro- Oeste do Brasil. Cad Saúde Pública. 2008;24 sup(1):5148-58.

Hauser LC, RCL; Vigo, A; Trindade, TG; Gonçalves, MR; Stein, AT; Duncan, BB; Harzheim, E. Tradução, adaptação, validade e medidas de fidedignidade do Instrumento de Avaliação da Atenção Primária à Saúde (PCATool) no Brasil: versão profissionais de saúde. Rev Bras Med Fam Comunidade. 2013;8(29):244-55.

Reis RC, Lc; Silva, AAM; Santos, AM; Alves, MTSSB; Lamy, ZC; Ribeiro, SVO; Dias, MSA; Silva, RA. Acesso e utlização dos serviços na Estratégia Saúde da Família na perspectiva dos gestores, profissionais e usuários. Ciênc Saúde Coletiva. 2013;18(11):3321-31.

Conill EF, MCR; Giovanella, L. Contribuiçoes da análise comparada para um marco abrangente na avaliação de sistemas orientados pela atenção primária na América Latina. Rev Bras Saúde Matern Infant. 2010;10(Supl.1):S15-S27.

Hartz ZC, AP. Integralidade da atenção e integração de serviços de saúde: desafios para avaliar a implantação de um "sistema sem muros". Cad Saúde Pública. 2004;20(Supl.2):S331-6.

Almeida PG, L; Nunan, BA. Coordenação dos cuidados em saúde pela atenção primária à saúde e suas implicações para a satisfação dos usuários. Saúde em Debate. 2012;36(94):375-91.

Kolling J. Orientação à atenção primária à saúde das equipes de saúde da família nos municípios do projeto telessaúde RS: estudo de linha de base. Porto Alegre: Universidade Federal do Rio Grande do Sul; 2008.

Downloads

Publicado

2021-12-21

Edição

Seção

Artigos Originais