Abrir gavetas, tramar redes: dos impactos ressonantes da educação pelo trabalho na saúde

Autores

  • Renata Castro Gusmao Universidade Federal do Rio Grande do Sul
  • Ricardo Burg Ceccim Universidade Federal do Rio Grande do Sul
  • Maria de Lourdes Drachler Secretaria Estadual da Saúde do Rio Grande do Sul e Universidade Federal do Rio Grande do Sul

DOI:

https://doi.org/10.18310/2446-4813.2022v8n1p161-176

Palavras-chave:

Impacto, Educação na Saúde, Sistema Único de Saúde.

Resumo

Objetivo: Este artigo objetiva trazer à cena uma pesquisa relativa ao impacto do Programa de Educação pelo Trabalho na Saúde, o qual estabelece uma trama entre ensino universitário, política pública e demandas sociais em saúde. Método: O tema do impacto, tão frequente nas discussões envolvendo avaliação e monitoramento em políticas e ações em educação e saúde, foi tomado em consideração, não apenas como uma pergunta a responder, mas como uma construção de pensamento sobre o que uma política pública “faz” na realidade (como uma política pública “impacta” uma realidade) e como uma prática de ensino e aprendizagem é afetada por esta. Antes de avaliá-lo, medi-lo, primeiramente, foi necessário tematizá-lo, em diálogo aberto com quem participou do Programa. Resultados: o impacto que ressoou tem a ver com a convocação ao movimento; o borramento de fronteiras disciplinares; a produção de outras possibilidades aos saberes e fazeres, e no deslocamentos nos modos de ser profissional, docente e discente. O impacto se mostrou no entre, nos novos pactos postos a funcionar. Nesta perspectiva, foi necessário apurar os sentidos para encontrá-lo, para perceber o que ressoa como efeito do encontro. Conclusões: Uma vez assim, uma “pesquisa de impacto” não atesta este ou qualquer programa ou política, ela cartografa movimentos. Oimpacto seria relativo àquilo que resta inacabado: não o que aconteceu, mas aquilo que entrou em acontecimento, em construção de realidades possíveis, imprevisíveis, invisíveis e inaudíveis, que ao entrarem em movimento produzem realidades, im.pactos.

Biografia do Autor

Renata Castro Gusmao, Universidade Federal do Rio Grande do Sul

doutoranda em educação pelo Programa de ós-Graduação em Educação da Universidade Fedeal do Rio Grande do Sul, mestra em Saúde Coletiva, nutricionista.

Ricardo Burg Ceccim, Universidade Federal do Rio Grande do Sul

professor titular da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, professor permanente do Programa de Pós-Graduação em Educação

Maria de Lourdes Drachler, Secretaria Estadual da Saúde do Rio Grande do Sul e Universidade Federal do Rio Grande do Sul

médica, mestrado em Medicina pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), doutorado em Epidemiologia e Ciências Populacionais pela London School of Hygiene and Tropical Medicine, Universidade de Londres. Trabalho na Secretaria Estadual da Saúde do Rio Grande do Sul, lotada na CNCDO/RS e professora colaboradora do Programa de Pós-graduação em Saúde Coletiva da Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

Downloads

Publicado

2022-05-10

Edição

Seção

Artigos Originais