O BACHAREL EM SAÚDE COLETIVA E O MUNDO DO TRABALHO: Uma análise sobre editais para concursos públicos no âmbito do Sistema Único de Saúde

Autores

  • Diego Menger Cezar
  • Ivan Gonçalves Ricalde
  • Liliana Santos Professora Adjunta do Instituto de Saúde Coletiva/UFBA.
  • Cristianne Maria Famer Rocha Professora Adjunta da Escola de Enfermagem/UFRGS.

DOI:

https://doi.org/10.18310/2446-4813.2015v1n4p65-73

Palavras-chave:

Saúde Coletiva, Sistema Unico de Saúde, Formação profissional, Trabalho em Saúde

Resumo

O objetivo principal desse trabalho é identificar as oportunidades de inserção do Sanitarista na carreira pública, via concurso, e os requisitos para investidura no cargo no âmbito do Sistema Único de Saúde (SUS). Trata-se de uma pesquisa do tipo exploratória e descritiva, com o uso de procedimentos da pesquisa documental. Foram localizados 22 editais de concursos públicos no período de 2012 a 2015. Deste total, 16 editais (73%) são para o cargo de Sanitarista, 2 editais (9%) para o cargo de Bacharel em Saúde Coletiva. Outros 4 editais (18%) são para cargos como Analista/Técnico/Especialista e Gestão em Saúde. Referente aos requisitos para provimento no cargo, 13 editais (59%) eram direcionados para outra graduação seguida de Especialização em Saúde Pública ou Coletiva, 6 editais (27%) para graduados em Saúde Coletiva, e 3 (14%) eram dirigidos a outras graduações da área da saúde sem exigência de especialização. Do total de editais, 9 (40%) exigiam inscrição ou registro em conselho de classe competente. A maioria dos concursos ainda não privilegia o profissional graduado em Saúde Coletiva. O desconhecimento da formação do Sanitarista em nível de graduação direciona as vagas para profissionais de outras formações da área da saúde e exigência de especialização em Saúde Pública ou Saúde Coletiva.

Biografia do Autor

Diego Menger Cezar

Bacharel em Saúde Coletiva/UFRGS.

Ivan Gonçalves Ricalde

Bacharel em Saúde Coletiva/UFRGS.

Liliana Santos, Professora Adjunta do Instituto de Saúde Coletiva/UFBA.

Professora Adjunta do Instituto de Saúde Coletiva/UFBA.

Cristianne Maria Famer Rocha, Professora Adjunta da Escola de Enfermagem/UFRGS.

Professora Adjunta da Escola de Enfermagem/UFRGS.

Referências

Castellanos MEP et al. A implementação do curso de graduação em saúde coletiva do Instituto de Saúde Coletiva da Universidade Federal da Bahia: da criação até a formatura da primeira turma. Tempus: Actas Saúde Col, Brasília, 2013; 7(3):63-80.

Bosi MLM, Paim JS. Graduação em Saúde Coletiva: limites e possibilidades como estratégia de formação profissional. Ciênc. saúde coletiva [Internet]. 2010; 15(4).

Paim JS. Desafios para a Saúde Coletiva no Século XXI. Salvador: Edufba; 2006.

Instituto de Saúde Coletiva (ISC). Observatório de Análise Política em Saúde e Centro de Documentação Virtual são lançados no Abrascão 2015. Disponível em: <http://prose-isc.com.br/site/observatorio-de-analise-politica-em-saude-e-centro-de-documentacao-virtual-sao-lancados-no-abrascao-2015/>. Acesso em: 17 out 2015.

Ruela HCG. A formação de sanitaristas e os cursos de graduação em saúde coletiva no Brasil [dissertação]. Rio de Janeiro: Escola Politécnica de Saúde Joaquim Venâncio, Fiocruz; 2013.

Pinto MR. Levantamento dos egressos da graduação em saúde coletiva no Brasil: Onde está o sanitarista formado por essa graduação? Universidade de São Paulo; 2015.

Sampaio JRC, Santos RDS. Graduandos em saúde coletiva Brasil: perspectivas, opiniões e críticas sobre os cursos. Tempus: Actas Saúde Col., Brasília; 2013; 7(3):81-89.

Brasil. Constituição (1988). Constituição da República Federativa do Brasil. Brasília, DF: Senado Federal; 1988.

Paim JS, Pinto ICM. Graduação em saúde coletiva: conquistas e passos para além do sanitarismo. Tempus: Actas Saúde Col., Brasília, 2013; 7(3):13 - 35.

Anjos DSO, Pinto, ICM. Formação de um novo Sanitarista: expectativas para inserção no Mercado de Trabalho. CICS-Publicações/eBooks [Internet]. 2014; 1(1):187-193.

Universidade Federal de Minas Gerais. Apresentação do curso de Gestão de Serviços de Saúde. Disponível em: https://www2.ufmg.br/mostradasprofissoes/Mostra/Cursos/Ciencias-da-Saude/Gest.-de-Serv.-de-Saude. Acesso em: 24 jan 2016.

Downloads

Publicado

2016-01-26

Edição

Seção

Artigos Originais