Prevalência de lesões musculoesqueléticas em bailarinos contemporâneos do balé da cidade de Teresina

Autores

  • Francisco Valmor Macedo Cunha Faculdade do piauí
  • Natalia da Silva Nascimento Faculdade do piauí

DOI:

https://doi.org/10.18310/2446-4813.2018v4n1p133-142

Palavras-chave:

profissional de saúde

Resumo

Objetivo: Verificar as lesões musculoesqueléticas mais prevalentes em bailarinos contemporâneos do balé da cidade de Teresina Métodos: será realizado um estudo transversal descritivo explicativo feito com 12 bailarinos de 18 á 35 anos de idade do balé da cidade de Teresina, onde será aplicado 3 questionários. Questionário bipolar- avaliação de fadiga, nórdico musculoesquelético e outro elaborado pela autora do trabalho. Resultados:  Foram obtidos através dos questionários que avaliam dores, fadiga no trabalho e tipos de lesões nos bailarinos. Conclusão: Pode concluir-se que dor, fadiga pode ocasionar vários tipos de lesões musculoesqueléticas em bailarinos contemporâneos.Palavras-chaves: Dança, Lesões musculoesqueléticas, Dor, Bailarinos. Abstract: Objective: To verify the most prevalent musculoskeletal injuries in contemporary ballet dancers in the city of Teresina Methods: a descriptive cross - sectional study will be carried out with 12 ballet dancers from 20 to 40 years of age from the ballet of the city of Teresina, where 3 questionnaires will be applied. Bipolar questionnaire - evaluation of fatigue, musculoskeletal and other Nordic elaborated by the author of the work. Results: They were obtained through questionnaires that evaluated pain, fatigue at work and types of injuries in dancers. Conclusion: It can be concluded that pain, fatigue can cause several types of musculoskeletal injuries in contemporary dancers.Keywords: Dance, Musculoskeletal injuries, Pain, Dan.   

Referências

schweich LC, Guimelli AM, Elosta MB,Matos WSW, Martinez PF, Junior SÃO. Epidemiologia de lesões musculoesqueléticas em praticantes de ballet clássico. Fisioterapia e pesquisa. 2014;21(4):353-358.

marchiori MP. Avaliação de dores, lesões e qualidade de vida em dançarinas amadoras.

Azevedo AP, oliveira R, Fonseca JP. Lesões no sistema músculo-esquelitico em bailarinos profissionais em Portugal, na temporada 2004/2005. Resvista portuguesa de fisioterapia no desporto. 2007;1(1):32-37.

Dore BF, Guerra RO. Sintomatologia dolorosa e fatores associados em bailarinos profissionais. Revista Brasil medicina esporte. 2007;13(2):mar/abr.

Pinto ARB, Carpes FP. Analises de lesões em bailarinas clássicas. Revista brasileira de ciências da saúde. 2006;3(7):jan/março.

Fração UB, Vaz MA, Ragassom CAP,Muller JP. Efeitos do treinamento,na aptidão física da bailarina clássica.Revista movimento. 1999;5(11):3-15.

Mascarenhas JC. Propcepção e movimento no fenômeno da dor na dança. Corpo,mente,percepção.movimento em BMC e dança. 2009.

Monteiro HL,Grego Lg. As lesões na dança: conceitos, sintomas, causas, situacional e tratamento. Revista motriz. 2003;5(2):63.

Silva AMB, Enumo SRF. Dor e lesões em bailarinos adolescente: revisão sistemática. Revista dor. 2016;17(2):132-5.

Guimarães ACA, Simas JPN. Lesões no ballet classico. Revista da educação fissica,UEM. Maringá.2001;12(2):89-96.

Monteiro HL,Gonçalves A, Aragon FF, Padovani CR, Agravos Músculo-esqueleticos em bailarinos clássicas, não clássicas e praticantes de educação física. Arq.ciencia. saúde;2006;jul-set;13(3) xx-xx.

Couto AGA, Pedroni CR, Relação em bailarinas clássicas ter man.2013;11(52);228-233.

Ghirotto FMS, Camargo HCF, Uma visão da dança e suas lesões. Revista Brasileira de Ciências da Saúde, 2003; 1(1); jan-jun.

Meereis ECW, Caren CF, Bernard C, Peroni ABF, Mota CB, Analise de tendências posturais em praticantes de balé. Trim, 2011;v(22); 27-35.

Grego LG, Monteiro HL, Padovani CR, Gonçalves A, Lesões na dança: estudo transversal híbrido em academias da cidade de Bauru-SP. Rev Bras Med Esporte 1999; 5(2 ); Mar-Abr.

Alli LR, Navarro F, A relação da hipermobilidade músculo-articular de

bailarinos e o risco de lesões. Revista Brasileira de Ciências da Saúde, 2004; II (4); jul. -dez.

Downloads

Publicado

2018-06-22

Edição

Seção

Artigos Originais