CONHECIMENTOS DE PROMOÇÃO DA SAÚDE DE GESTANTES ENTRE ACADÊMICOS DE FISIOTERAPIA: BASELINE DE UM CURSO DE EXTENSÃO

Ana Jéssica dos Santos Sousa, Maria Paula Ribeiro Barbosa, Paulleane Rodrigues Leitão Custódio, Elivânia Silveira de Brito, Núbia Caroline da Paz Olivério, Patrícia de Souza Nascimento, Elizandra Pereira Pinheiro, Raimunda Hermelinda Maia Macena

Resumo


INTRODUÇÃO: A atenção a saúde no ciclo grávido-puerperal é essencial para proporcionar uma vivência saudável no parto, no puerpério e ampliar o sucesso na amamentação. Profissionais de saúde que assumem também um papel de educadores proporcionam à mulher o empoderamento, protagonismo e autoconfiança necessários a esta fase. As mudanças fisiológicas, posturais e respiratórias da gestação colocam o fisioterapeuta como parte essencial da equipe obstétrica nas ações de promoção da saúde e prevenção de agravos. OBJETIVO: Identificar, previamente à realização do I Curso de promoção da saúde em fisioterapia aplicada à saúde da gestante", os conhecimentos de acadêmicos de fisioterapia sobre a atenção à saúde de gestantes. ". METODOLOGIA: Estudo descritivo-transversal quantitativo, oriundo de uma pesquisa-ação de experiência discente-extensionista realizado pelo Programa de Promoção da Saúde da Universidade Federal do Ceará. O curso foi realizado no período de 23 de setembro à 26 de outubro de 2015, na modalidade semi-presencial com carga horária de 60 horas, abordou temáticas e incluía pré-teste (PT). Os dados deste estudo são emergentes do PT através de formulário online do Google Docs que incluía Termo de Consentimento Livre e Esclarecido e 28 questões objetivas. A amostra foi composta por 26 acadêmicos de Fisioterapia de cinco (5) instituições de ensino matriculados no curso. Os dados foram analisados através do Excel for Windows®. RESULTADO: 93,2% eram do sexo feminino, cursando o 8º semestre (28,8%). Menos da metade da amostra (42%) conhece o processo de estruturação da Rede Cegonha" e 85% não souberam quais as modalidades de adesão a rede. 62% dos alunos não identificaram quais os direitos da gestante e do bebê preconizado pelo Ministério da Saúde. A maioria (65%) relata se sentir capaz de atuar na promoção da saúde com gestantes, 77% conhecem o "Plano Nacional de Assistência Integral à Saúde da Mulher" e 92% descreve a importância da Fisioterapia como Promotora da Saúde.". CONCLUSÃO: As temáticas abordadas poderá possibilitar a ampliação de conhecimentos, promovendo embasamentos teóricos e práticos para favorecer uma atuação eficaz e humanizada no contexto da atenção à saúde de gestantes.

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


A revista Cadernos de Educação, Saúde e Fisioterapia foi avaliada como B2 na área de Ensino, B3 na área de Serviço Social, B4 nas áreas de Saúde Coletiva, Interdisciplinar, Enfermagem e Educação Física e B5 na área de Medicina II e Arquitetura, Urbanismo e Design no QUALIS/CAPES - Quadriênio 2013-2016.