FORMAÇÃO PROFISSIONAL NO CONTEXTO DO SUS: UM RELATO DE EXPERIÊNCIA VINCULADO AO PET-SAÚDE

Gracielle Pampolim, Vanezia Gonçalves da Silva, Fabíola Santos Dornellas, Francine Alves Gratival Raposo, Luciana Carrupt Machado Sogame

Resumo


INTRODUÇÃO: A formação de profissionais de saúde ainda representa um desafio para o Sistema Único de Saúde - SUS, uma vez que as Instituições de Ensino Superior - IES, ainda tem formado profissionais centrados em especificidades, e pouco preparados para o contexto da saúde pública. O Programa de Reorientação do Eixo Profissional para a Saúde - PET-Saúde surge como uma aposta interministerial que visa à inserção precoce discentes no sistema de saúde, com o intuito de incentivar a formação de profissionais com um perfil mais adequado às necessidades do SUS, por meio da integração ensino-serviço-comunidade. Objetivo: Este trabalho teve por objetivo descrever a experiência de uma fisioterapeuta cuja formação foi vinculada à prática da atenção primária por meio do PET-Saúde. DESCRIÇÃO DA EXPERIÊNCIA: O PET-Saúde da EMESCAM foi composto por discentes dos cursos de fisioterapia, enfermagem, medicina e serviço social, e teve como foco a população idosa. As demandas de trabalho para o grupo eram direcionadas pelas equipes de saúde de acordo com as necessidades da comunidade, e consistiam em visitas domiciliares multiprofissionais onde era possível identificar e, por vezes, solucionar situações de risco no contexto da pessoa idosa, além de possibilitar a transmissão de informações e orientações para as famílias; ações de promoção de saúde e prevenção de doenças para os usuários da unidade de saúde; e para os idosos ativos, que tinham condições de comparecerem à unidade ou à EMESCAM, eram realizados circuitos mensais de palestras, sobre diversos temas de interesse dos próprios idosos, sob uma ótica interdisciplinar e abordagem multiprofissional. As palestras eram seguidas de confraternização, oferecendo a esse idoso um espaço para além da aprendizagem, para a sociabilização, e aos profissionais e discentes do PET-Saúde a possibilidade de criar e/ou fortificar um vínculo de afeto e confiança com este idoso. Não obstante, foi criado um grupo, que permaneceu mesmo com o fim do PET, denominado "Bem-Estar", através do qual os idosos têm acesso a um serviço cujo foco é a promoção do envelhecimento ativo e saudável, através da realização de fisioterapia preventiva, com periodicidade semanal. IMPACTOS: A experiência relatada permitiu à fisioterapeuta em questão uma visão e formação voltada para a atenção primária com foco nos princípios e necessidades do SUS, e resultou na escolha da mesma por este campo de atuação profissional, antes praticamente desconhecido. CONSIDERAÇÕES FINAIS: A inserção precoce no serviço, participando de reuniões de equipes e visitas domiciliares com profissionais de diversas áreas e elaborando e realizando ações de promoção de saúde, com foco Inter- e multiprofissional, sempre sob a ótica da atenção primária, representa um importante marco na formação do profissional fisioterapeuta, pois propicia a este a oportunidade de desbravar este amplo campo de trabalho que vai além da atenção fisioterapêutica convencional na esfera secundária e/ou terciária de saúde, mas perpassa o conhecimento das políticas de atenção e culmina na formação de um profissional visivelmente mais preparado para as necessidades do sistema de saúde brasileiro.

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


A revista Cadernos de Educação, Saúde e Fisioterapia foi avaliada como B2 na área de Ensino, B3 na área de Serviço Social, B4 nas áreas de Saúde Coletiva, Interdisciplinar, Enfermagem e Educação Física e B5 na área de Medicina II e Arquitetura, Urbanismo e Design no QUALIS/CAPES - Quadriênio 2013-2016.