PET-SAÚDE/GRADUASUS: VIVÊNCIA NA ATENÇÃO AO USÚARIO COM DIABETES MELLITUS NA ESTRATÉGIA SAÚDE DA FAMÍLIA

Linda Gabriella Rizzo Ribeiro¹, Mirelli de Sena Xavier¹, Amanda Castelo Girard¹, Ariele dos Santos Costa¹, Najla Fogaça de Souza Nascimento¹, Datiene Aparecida Diniz Rodrigues Bernal², Leila Simone Foerster Merey ¹, Mara Lisiane de Morais Santos ¹

Resumo


INTRODUÇÃO: O PET-SAÚDE/GRADUASUS é um programa que preconiza ações para a transformação da formação profissional em saúde, mediante maior integração entre ensino, serviço e comunidade - uma articulação entre Sistema Único de Saúde e instituições de ensino. O presente trabalho tem o objetivo de relatar a experiência dos acadêmicos de Fisioterapia do PET- Saúde/GRADUASUS UFMS no grupo do Hiperdia em uma UBSF, inserida no bairro Jardim Macaúbas em Campo Grande - MS. DESCRIÇÃO DA EXPERIÊNCIA: O PET-Saúde da UFMS tem proporcionado a estudantes de vários cursos da saúde vivenciar ações nas unidades de saúde. O Hiperdia é uma ação que tem dentre seus objetivos, o de acompanhar portadores de hipertensão arterial e/ou diabetes mellitus atendidos pela rede. Enquanto os usuários esperavam para serem atendidos, os acadêmicos abordaram os principais temas relacionados ao cuidado com a saúde e as doenças crônicas não transmissíveis, principalmente a Diabete Mellitus (DM). Um dos temas abordados foi o cuidado com o pé dos indivíduos diabéticos - de forma lúdica foram dadas orientações quanto prevenção e ressaltada a importância do autocuidado. Após, foram feitas avaliações do pé diabético pelos acadêmicos. IMPACTOS: A conversa nos sensibilizou quanto a importância de dar a voz ao usuário nas ações de educação. Por exemplo, quando falamos dos fatores de risco, eles mostraram que já conheciam e faziam algo para mudar e prevenir as complicações do DM. A participação nessas atividades tem contribuído para a transformação dos acadêmicos, uma vez que, vivenciam essas ações com a comunidade diretamente, experimentando a complexa realidade do SUS. CONSIDERAÇÕES FINAIS: A DM é uma doença crônica já classificada como uma epidemia, sendo de extrema importância essas intervenções conscientizando a população a respeito da doença, dos riscos e a prevenção, a fim de melhorar a qualidade de vida das pessoas com diabetes. O PET- Saúde provou ser muito importante tanto para os acadêmicos quanto para os profissionais, pois além de propor intervenções, aprendemos a observar os impactos das ações em saúde e identificar as reais necessidades. Sem informações ou vivências, o planejamento em saúde torna-se inconsistente, com tendência repetir ações que não causam mudanças significativas no ambiente. A integração usuários-equipe-acadêmicos amadurece gradativamente no decorrer dos encontros, trazendo perspectivas de qualidade de saúde, estreitando os laços de respeito e confiança.

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


A revista Cadernos de Educação, Saúde e Fisioterapia foi avaliada como B2 na área de Ensino, B3 na área de Serviço Social, B4 nas áreas de Saúde Coletiva, Interdisciplinar, Enfermagem e Educação Física e B5 na área de Medicina II e Arquitetura, Urbanismo e Design no QUALIS/CAPES - Quadriênio 2013-2016.