PROGRAMA PET GRADUA SUS: UMA EXPERIÊNCIA NO CURSO DE FISIOTERAPIA

Lisiane Lisboa Carvalho, Angela Cristina Ferreira da Silva, Patrik Nepomuceno, Tatiele Mallmann, Mayra Seibert

Resumo


INTRODUÇÃO: A formação universitária está pautada em três eixos: ensino, pesquisa e extensão. As instituições de ensino superior proporcionam aos estudantes, através de suas organizações, possibilidades para sua efetivação. Entretanto o Ministério da Saúde tem ao longo do tempo proporcionado Programas de Educação para o Trabalho os quais fomentam ainda mais a participação efetiva dos estudantes nos diferentes cenários de prática. DESCRIÇÃO DA EXPERIÊNCIA: O objetivo desse estudo é socializar a participação de estudantes e docentes do Curso de Fisioterapia da Universidade de Santa Cruz do Sul no Programa Gradua SUS 2016/2018 e a estreita relação com a formação acadêmica/profissional. A escolha dos estudantes foi através de uma prova coletiva para os quatro cursos envolvidos (fisioterapia, medicina, odontologia e enfermagem) e uma entrevista orientada por curso. Os locais escolhidos pelo poder público municipal foram duas estratégias de saúde da família (ESF), um centro de atendimento materno infantil (CEMAI) e a vigilância epidemiológica. IMPACTOS: Os impactos, até o momento, para o grupo de estudantes envolvidos no programa engloba a percepção e a vivencia nas diferentes realidades sociais, o reconhecimento do espaço físico, as equipes e a diversidade da comunidade inserida nas ESFs. O perfil da maioria dessas pessoas corresponde a carência e baixa assistência bem como se caracterizam com baixa renda e escolaridade. Diante desta realidade algumas estratégias estão sendo elaboradas e previstas nos levando a realizar melhorias e efetiva implantação da política de humanização, podendo citar: a organização da sala de espera do CEMAI; a construção do mapa inteligente em uma das unidades de saúde; o reconhecimento da rede de saúde municipal em seus diferentes níveis de atenção; reuniões com as tutoras e a participação efetiva dos estudantes nos colegiados de curso. Essa participação terá como materialização ao final do programa a articulação e engendramento com a matriz curricular do curso através de atividades de ensino, pesquisa e extensão. CONSIDERAÇÕES FINAIS: Os participantes do Gradua SUS, percebem que há a necessidade de inserção acadêmica na rede de saúde pública nos primeiros semestres do curso para que possam vivenciar e entender o funcionamento e a organização do sistema público de saúde vigente no âmbito municipal e suas interfaces com as demais instâncias estadual e federal. Merece destaque que o estar na comunidade permite a percepção da pluralidade das realidades em um mesmo local no que se refere aos aspectos sociais, econômicos, culturais, educacionais e de saúde.

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


A revista Cadernos de Educação, Saúde e Fisioterapia foi avaliada como B2 na área de Ensino, B3 na área de Serviço Social, B4 nas áreas de Saúde Coletiva, Interdisciplinar, Enfermagem e Educação Física e B5 na área de Medicina II e Arquitetura, Urbanismo e Design no QUALIS/CAPES - Quadriênio 2013-2016.