A EXTENSÌO UNIVERSITÁRIA E A COLABORAÇÃO NO FORTALECIMENTO DA REDE DE CUIDADOS DA PESSOA COM DEFICIÊNCIA

Ana Paula Marcelino de Aquino, Simone Beatriz Pedrozo Viana, Dƒbora Frizzo Pagnossin, Alexandra Marinho Dias, Joìo Rodrigo Maciel Portes, Raquel Schillo, Indiara de Mesquita Fialho, Luciana Gon‚Alves Dias, Universidade do Vale do Itajaê, Univali Univali

Resumo


INTRODUÇÃO: O presente relato tem por objetivo apresentar as ações do projeto de extensão da Universidade do Vale do Itajaí (SC) intitulado Grupo de apoio aos profissionais que compõem a rede de cuidado a pessoa com deficiência-ARAD, “visando o fortalecimento da rede de cuidados da pessoa com deficiência auditiva, física e intelectual, com abrangência regional e municipal, a partir da capacitação e qualificação de recursos humanos”. OBJETIVO: visando o fortalecimento da rede de cuidados da pessoa com deficiência auditiva, física e intelectual, com abrangência regional e municipal, a partir da capacitação e qualificação de recursos humanos. METODOLOGIA: Participam do projeto professores e acadêmicos dos cursos de fisioterapia, fonoaudiologia e psicologia na elaboração e desenvolvimento de capacitações e oficinas voltadas para profissionais, do serviço público e gestores municipais da área da saúde e da educação dos dez municípios que compõem a Associação da Foz do Rio Itajaí - AMFRI e Balneário Camboriú. Além das oficinas, são produzidos materiais informativos, em meio físico e virtual, realizados eventos e fóruns de discussão, assim como participação em grupos de gestão e consultorias. Dentre as metodologias utilizadas destacam-se rodas de conversa, problematização, vídeo educação, exposição dialogada, oficinas práticas e consultoria eletrônica. RESULTADO: Foram desenvolvidas capacitações com profissionais da saúde e educação no ano de 2016. Na área da saúde somaram-se um no total de oito capacitações realizadas no município de Balneário Camboriú/SC, contando com a presença de 120 pessoas, sendo 52 destes agentes comunitários de Saúde, 27 técnicos de enfermagem, 24 enfermeiros, 10 médicos, 5 auxiliares administrativos e atingindo indiretamente a população frequentadora das UBS nas quais ocorreram as formações capacitações . Os principais assuntos abordados se remetem a historicidade, conceito, diferenciação e características dos principais tipos de deficiência; protocolos de avaliação; mecanismos de referência e contra referência; acompanhamento e fluxo dos serviços de saúde auditiva e Centro de Especialidades de Reabilitação (CER-II); formas de abordagem familiar; o papel da atenção básica e da escola na identificação e cuidado da pessoa com deficiência; orientações aos cuidadores familiares, dentre outros. No setor que se refere às ações desenvolvidas com a área da educação foram realizadas duas oficinas sobre deficiência intelectual e transtorno do espectro do autismo com a participação de aproximadamente 100 professores da atenção especial de Itajaí/SC. CONCLUSÃO: O projeto contribuiu para o fortalecimento da rede e na formação de multiplicadores nos municípios de abrangência atendidos pelo Serviço Ambulatorial de Saúde Auditiva (SASA) e pelo CER II/UNIVALI. Acredita-se que a educação permanente é o caminho para a consolidação da rede de cuidados à pessoa com deficiência, assim como no papel social da universidade no fomento e desenvolvimento de projetos de extensão.

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


A revista Cadernos de Educação, Saúde e Fisioterapia foi avaliada como B2 na área de Ensino, B3 na área de Serviço Social, B4 nas áreas de Saúde Coletiva, Interdisciplinar, Enfermagem e Educação Física e B5 na área de Medicina II e Arquitetura, Urbanismo e Design no QUALIS/CAPES - Quadriênio 2013-2016.