PROPOSTA DE INSEÇÃO DA CIF NA METODOLOGIA DA PROBLEMATIZAÇÃO COM BASE NO ARCO DE CHARLES MAGUEREZ

Maria Yonç Silva Cabral, Rayane Fƒlix Lïbo Monteiro, Neidimila Aparecida Silveira, Ana Catarina Leite Veras Medeiros, Andrƒa Costa de Oliveira

Resumo


INTRODUÇÃO: Existe uma crescente necessidade de formação de um profissional crítico-reflexivo, capaz de transformar sua realidade local. Com base nisso, a metodologia da problematização, tendo como referência o arco de Charles Maguerez, busca inserir o aluno em uma situação real para que a partir de então atue na transformação da realidade observada. Aliado a esse contexto a Classificação Internacional de Funcionalidade Incapacidade e Saúde (CIF), contribui através de sua abordagem biopsicossocial, que integram os aspectos biológicos, individuais e sociais em sua compreensão de saúde. OBJETIVO: Elaborar uma proposta de inserção da CIF na metodologia da problematização bom base no arco de Charles Maguerez. METODOLOGIA: A elaboração da proposta foi baseada na inserção dos componentes da CIF em cada etapa do arco e, descrição de que forma as categorias poderiam ser usadas. Sendo assim, na observação da realidade, ponto de partida do arco, deve-se selecionar categorias da CIF referente aos fatores ambientais e classifica-los como facilitadores e barreiras e, usar os demais componentes para as condições individuais dos indivíduos do território; na próxima etapa, caracterizada pela seleção dos pontos- chaves, estes seriam caracterizados pelos códigos mais relevantes selecionados anteriormente; no momento de teorização, buscar-se-ia informações acerca das categorias selecionadas com intuito de resolver o problema em questão; a hipótese de solução deve ser elaborada com objetivo de modificar os qualificadores obtidos na fase de observação da realidade; em seguida a intervenção deve ser aplicada à realidade e; por fim observar a realidade e analisar as mudanças nos códigos obtidos inicialmente. RESULTADO: Com a inserção da CIF na metodologia da problematização com base no arco de Charles Maguerez, espera-se que os alunos ampliem a visão acerca do modelo biopsicossocial, ao englobar os quatro componentes da CIF no processo de observação, intervenção e monitoramento acerca dos problemas identificados e, assim, busquem estratégias mais coerentes para resolutividade dos problemas observados, além disso irá proporcionar informações sobre o perfil de funcionalidade dos indivíduos de determinado território ao longo do tempo, sendo possível também, compara-los entre diferentes áreas a partir de uma linguagem universal. CONCLUSÃO: Diante do exposto, torna-se evidente a importância da inser‹o da CIF na metodologia da problematização, senão necessários estudos futuros como forma de aperfeioar e validar a proposta descrita.

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


A revista Cadernos de Educação, Saúde e Fisioterapia foi avaliada como B2 na área de Ensino, B3 na área de Serviço Social, B4 nas áreas de Saúde Coletiva, Interdisciplinar, Enfermagem e Educação Física e B5 na área de Medicina II e Arquitetura, Urbanismo e Design no QUALIS/CAPES - Quadriênio 2013-2016.