A ATUAÇÃO INTERDISCILINAR NA ATENÇÃO PRIMARIA À SAÚDE: RELATO DE EXPERIÊNCIA

Vivianne de Lima Biana Assis, Vanessa Lôbo de Carvalho, Ana Raquel de Carvalho Mourão, Isabella Natália Rocha da Silva, Adriana de Oliveira Bezerra, Thayse da Silva Guedes, Milena Lima Costa Silva

Resumo


INTRODUÇÃO: A atenção primaria á saúde (APS) ou atenção básica constitui-se no primeiro nível da assistência, sendo uma forma de intervenção precoce. A APS é responsável não só por um conjunto de serviços de saúde direcionados para as necessidades dos indivíduos, como também pela integração dos níveis de atenção á saúde. O Sistema Único de Saúde (SUS) é um dos maiores sistemas públicos de saúde do mundo, tem como um de seus principais alvos a organização básica, expondo seus principais fundamentos que são: integralidade, universalidade, equidade e participação social. As ações desenvolvidas com a equipe integrada possibilita reconhecer e propor soluções para os problemas em conjunto com outros profissionais, fazendo com que cada um tenha uma visão ampla e diferenciada sobre o problema. DESCRIÇÃO DA EXPERIÊNCIA: Em cumprimento ao estágio supervisionado - fisioterapia na comunidade, os acadêmicos, sob supervisão docente, planejam e executam de forma integrada e interdisciplinar, com os cursos de Fonoaudiologia e Terapia Ocupacional, as atividades educativas e de atendimento domiciliar. São desenvolvidas atividades com: a) grupos educativos voltados a saúde do homem, gestante e crianças; b) salas de espera; c) grupos de práticas corporais com mulheres; d)atendimento integrado domiciliar para acamados ou pacientes com dificuldades de locomoção; e) seminários; f) supervisão e planejamento das atividades. Todas as atividades são previamente planejadas pela equipe e possibilitam a aproximação entre os cursos e o estreitamento dos laços do a comunidade. IMPACTOS: A vivência interdisciplinar na comunidade é uma experiência única, que estreita as relações interprofissionais e estimula o olhar integral a saúde. A relação horizontalizada com a comunidade fortalece o vínculo e promove a assistência humanizada, reforçando o olhar ampliado a saúde. CONSIDERAÇÕES FINAIS: O estágio supervisionado integrado proporciona uma vivência interdisciplinar, rompendo as barreiras entre os cursos e despertando no acadêmico o olhar ampliado á saúde. Assim é possível perceber o reconhecimento da importância do trabalho interdisciplinar nos cuidados em saúde.

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


A revista Cadernos de Educação, Saúde e Fisioterapia foi avaliada como B2 na área de Ensino, B3 na área de Serviço Social, B4 nas áreas de Saúde Coletiva, Interdisciplinar, Enfermagem e Educação Física e B5 na área de Medicina II e Arquitetura, Urbanismo e Design no QUALIS/CAPES - Quadriênio 2013-2016.