A IMPORTÂNCIA DA FISIOTERAPIA NO GRUPO DE IDOSOS BEM ESTAR

Victória Karoline dos Santos Silva, Pryscila Ruana da Silva Rodrigues, Mércia Meireles Oliveira de Sousa, Marcos Barbosa Veiga de Melo, Rosa Camila Paiva de Melo

Resumo


INTRODUÇÃO: O envelhecimento pode ser compreendido como um conjunto de alterações estruturais e funcionais desfavoráveis do organismo que se acumulam de forma progressiva, especificamente em função do avanço da idade. Essas modificações prejudicam o desempenho de habilidades motoras, dificultando a adaptação do indivíduo ao meio ambiente, desencadeando modificações de ordem psicológica e social, e a fisioterapia vem por meio da prevenção e promoção da saúde visando prorrogar o processo de incapacitação dos idosos e uma forma de tornar isso realidade são as atividades de educação em saúde. Dentre essas atividades foram realizadas palestras sobre temas escolhidos pelos idosos do grupo bem estar, dentre os escolhidos alguns deles foram: Alzheimer, diabetes, doenças crônicas respiratórias, zyca, dengue, chikungunya, patologias da coluna. Em todos os temas foi realizado atividades educativas. O objetivo deste trabalho é relatar a Importância da fisioterapia em relação a qualidade de vida em idosos ativos envolvendo o grupo bem estar da USF do Altiplano l e ll, através de entrevista gravada pelos discentes do estagio supervisionado l. DESCRIÇÃO DA EXPERIÊNCIA: No primeiro semestre letivo de 2017, os alunos do supervisionado 1, do curso de Fisioterapia realizaram atividades de educação em saúde, na USF do bairro do Altiplano, através de palestras ministradas uma vez por semana, no auditório da unidade. Além das palestras, eram realizadas atividades educativas e lúdicas voltadas aos temas, como por exemplo: Na palestra sobre zyca, dengue e chikungunya os participantes foram divididos em dois grupos, com o objetivo de fazer uma vistoria na unidade e encontrar os possíveis focos do mosquito e ao retornarem deveriam trazer possíveis soluções para os problemas; Na palestra sobre o Alzheimer os alunos realizaram exercícios de estimulação cognitiva, trabalhando a concentração e a memória; Na palestra sobre patologias da coluna, os participantes foram distribuídos e realizaram exercícios em solo, sob o colchonete, de alongamentos e fortalecimento da musculatura paravertebral e abdominal; Os participantes receberam orientações, folders, para que dessem continuidade as atividades no seu domicílio. IMPACTOS: Observou-se uma vasta corroboração dos idosos nas temáticas abordadas no grupo a cada encontro, os mesmos participaram com relatos de seus conhecimentos, com a demonstração de interesse nas informações sobre os temas, e com a receptividade das atividades integrativas. No nosso último encontro foram entrevistados 6 idosos do grupo Bem Estar que se reúne todas as terças-feiras na Unidade de Saúde da família do Altiplano das 14:30 ás 15:30 da tarde, na entrevista elencamos perguntas nas quais referiam-se as atividades e temas palestrais que nós alunos do oitavo período de Fisioterapia da faculdade de Ciências Médicas da Paraíba abordamos nos encontros do grupo, que ao todo participam 12 idosos, com o objetivo de saber a importância desses encontros para eles e se os mesmos estão passando seus conhecimentos adiante assim como praticando-os. CONSIDERAÇÕES FINAIS: Com isso, conclui-se que as atividades contribuíram para um maior conhecimento e integração entre os idosos, acadêmicos e profissionais da saúde. Através da promoção e prevenção de patologias comuns nesta população e de doenças causadas pelo Aedes Aegypti.

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


A revista Cadernos de Educação, Saúde e Fisioterapia foi avaliada como B2 na área de Ensino, B3 na área de Serviço Social, B4 nas áreas de Saúde Coletiva, Interdisciplinar, Enfermagem e Educação Física e B5 na área de Medicina II e Arquitetura, Urbanismo e Design no QUALIS/CAPES - Quadriênio 2013-2016.