APLICATIVO MULTIMIDIA PARA PLATAFORMA MÓVEL SOBRE EDUCAÇÃO EM SAÚDE POSTURAL PARA ADOLESCENTES NO MUNICÍPIO DE FORTALEZA - CE: RELATO DE EXPERIÊNCIA

Antônio Lucas Oliveira Gois Almeida, Ana Jessica dos Santos Sousa, Alline Medeiros Albuquerque, Fernando Virgílio Albuquerque de Oliveira, Kelvia Maria Oliveira Borges, Raimunda Hermelinda Maia Macena

Resumo


INTRODUÇÃO: A educação postural tem como finalidade possibilitar á pessoa ser capaz de proteger ativamente seus segmentos móveis de lesões dentro das condições de vida diária e profissional, seja no plano estático ou dinâmico. Considerando que crianças e adolescentes permanecem por um período de quatro a seis horas nas instituições escolares, torna-se importante discutir e alertar para alguns dos problemas encontrados neste ambiente. Nesse sentido, interferir ou modificar comportamentos inadequados antes que estes se estabeleçam e tornem-se hábitos é uma estratégia importante na promoção da saúde no ambiente escolar. O presente estudo tem como objetivo relatar a experiência sobre a construção de um aplicativo para plataforma móvel em formato IOS sobre educação em saúde postural para adolescentes no Município de Fortaleza - CE. DESCRIÇÃO DA EXPERIÊNCIA: Relato de experiência da práxis-metodológica e interdisciplinar na elaboração de um aplicativo multimídia sobre educação postural para escolares, intitulado UP (Us Posture), desenvolvido por acadêmicos dos cursos de Fisioterapia e Design Gráfico da Universidade Federal do Ceará, durante o período de Agosto de 2016 a Junho de 2017. O projeto foi desenvolvido pelo Programa de Iniciação Tecnológica e percorreu as seguintes etapas: Fase 1: Análise situacional das principais afecções presentes no ambiente escolar em crianças e adolescentes no Município de Fortaleza - CE; Fase 2: Construção de um material teórico para a plataforma; Fase 3: Criação de uma identidade visual e recursos que seriam disponibilizados; Fase 4: Desenvolvimento do protótipo do aplicativo multimídia em plataforma móvel através do Design Instrucional Contextualizado (DIC); Fase 5: Elaboração do aplicativo e finalização de recursos operacionais. IMPACTOS: Para definição dos tópicos e redação dos módulos, foi selecionado mídias e o desenho da interface, optando pelo o uso de imagens e textos, organizados em tópicos, e conectados por hipertextos. A identidade visual é similar em todas as telas permitindo a fácil exploração, clareza no uso de botões para comportar uma navegação eficiente. Dentre as diversas possibilidades de intervenção no ambiente escolar, as plataformas digitais têm se mostrado mais efetivas em relação ao manuseio e aceitação de crianças e adolescentes no seu uso. Reconhecer essa demanda e utilizar disso como forma de promoção da saúde é a principal forma de educadores e profissionais da saúde difundirem informações pertinentes. No caso da educação postural, isso se torna ainda mais efetivo, pelo seu caráter lúdico e didático, estabelecendo assim práticas importantes na saúde postural dentro do ambiente escolar para crianças e adolescente. CONSIDERAÇÕES FINAIS: A elaboração do aplicativo está de acordo com as necessidades do público alvo, assim como recursos lúdicos e operacionais. A experiência na construção do aplicativo permitiu o aprofundamento dos conhecimentos sobre a relação entre a tecnologia, postura e escolares, ampliando a concepção da importância da inovação e tecnologia em intervenções que promovam á assistência a saúde de crianças e adolescentes na escola, permitindo a construção de uma ação interdisciplinar.

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


A revista Cadernos de Educação, Saúde e Fisioterapia foi avaliada como B2 na área de Ensino, B3 na área de Serviço Social, B4 nas áreas de Saúde Coletiva, Interdisciplinar, Enfermagem e Educação Física e B5 na área de Medicina II e Arquitetura, Urbanismo e Design no QUALIS/CAPES - Quadriênio 2013-2016.