ATUAÇÃO DA LIGA ACADÊMICA DE FISIOTERAPIA CARDIOVASCULAR DA UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA NAS FEIRAS DE SAÚDE DO HOSPITAL UNIVERSITÁRIO DE BRASÍLIA

Hugo Hilário dos Santos Júnior, Amanda Lima Ruivo, Kalanna Santos de Almeida e Silva, Amanda Vitor Martins, Gabriela Mota Ayres Rodrigues, Luis Henrique Pereira de Lira, Bruna da Silva Sousa, Vera Regina Fernandes da Silva Marães

Resumo


INTRODUÇÃO: A liga acadêmica de Fisioterapia Cardiovascular da Universidade de Brasília - UnB (LIFICAR - UnB), foi implementada no ano de 2014 na plataforma SIEX - UnB, sendo registrada como uma ação de extensão da universidade, sendo está a primeira liga acadêmica do curso de fisioterapia da UnB, desenvolvida por acadêmicos. Atualmente a liga apresenta uma professora pós doutora como coordenadora e orientadora. Apesar de ser uma liga do curso de fisioterapia, a LIFICAR possui ligantes de vários cursos da área da saúde, incentivando a atuação multidisciplinar. DESCRIÇÃO DA EXPERIÊNCIA: Durante os três últimos anos, a LIFICAR vem atuando nas Feiras de Saúde do Hospital Universitário de Brasília desenvolvendo atividades de prevenção e promoção em saúde, através da estratificação de riscos de desenvolvimento de doenças cardiovasculares, orientações alimentares, e sobre a prática de atividades físicas, além de realizar aferições de pressão arterial e entregar informativos que contém orientações gerais sobre saúde e sobre postura com linguagem acessível a todas as idades e escolaridade. A realização dessas ações durante a Feira permite o desenvolvimento de habilidades de comunicação, organização, planejamento e execução de ações voltadas para a saúde e educação. IMPACTOS: Tal envolvimento motiva o estudante e explicita a importância da busca ativa da comunidade acadêmica do desenvolvimento de ações de extensão, ressaltando-se a necessidade de uma boa preparação e organização por parte dos membros envolvidos no evento. A feira em saúde apresenta impactos não somente na comunidade acadêmica, mas na população, principalmente dos alunos de ensino fundamental e médio que passam pela Feira, e dos profissionais que trabalham na Universidade de Brasília e Hospital. CONSIDERAÇÕES FINAIS: As experiências vivenciadas durante as feiras de saúde trouxeram aos ligantes grandes oportunidades de obtenção de conhecimento, aproximação com a população, e prática de adequação da linguagem conforme o público atendido atuando como um futuro profissional, permitindo maior aprendizado e segurança, com ênfase no conhecimento a respeito do sistema cardiovascular.

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


A revista Cadernos de Educação, Saúde e Fisioterapia foi avaliada como B2 na área de Ensino, B3 na área de Serviço Social, B4 nas áreas de Saúde Coletiva, Interdisciplinar, Enfermagem e Educação Física e B5 na área de Medicina II e Arquitetura, Urbanismo e Design no QUALIS/CAPES - Quadriênio 2013-2016.