CUIDANDO DO CUIDADOR: UM OLHAR AMPLIADO

Natália Herculano Pereira, Pollyana Soares de Abreu Morais, Zênia Trindade Souto Araújo, Andréa Carla Brandão da Costa Santos, Aliceana Ramos Romão de Menezes, Gisele Barros Soares, Dostoievsky Ernesto de Melo Andrade, Maria Elma de Souza Maciel Soares

Resumo


INTRODUÇÃO: O cuidar está presente no dia-a-dia do ser humano e reflete a atenção, o zelo dispensado ao outro. Por ser uma função que consiste em assumir a responsabilidade de atender ás necessidades básicas da pessoa cuidada, o cuidador se encontra sobrecarregado e com comprometimento da qualidade de vida. Mediante o exposto, foi proposta uma atividade que mobilizasse os alunos no sentido de cuidar da pessoa responsável pelo doente, buscando seu bem-estar. DESCRIÇÃO DA EXPERIÊNCIA: A atividade proposta foi desenvolvida na enfermaria clínica do hospital municipal Santa Isabel e envolveu a participação dos discentes, docente, cuidadores e, indiretamente, os usuários da respectiva enfermaria. Após discussão sobre o cuidado no âmbito hospitalar, foi solicitado aos alunos que desenvolvessem uma atividade que atendesse as necessidades dos cuidadores, de forma coletiva. A atividade foi dividida em dois momentos. Primeiramente, os discentes explanaram um pouco sobre transferências e posturas adotadas pelos cuidadores e usuários, evidenciando como seria a melhor forma de realizá-las, como também, o melhor posicionamento. Em seguida, arguiram sobre as queixas dolorosas dos cuidadores e o que eles tinham dificuldade em realizar, dando-lhes as orientações cabíveis. Num segundo momento, os cuidadores foram convidados para formarem um círculo e, assim, foi proposto uma sessão de alongamentos e relaxamento. À medida que os alunos demonstravam como deveria ser realizado cada movimento, este era repetido pelos acompanhantes e, quando preciso, corrigido pelos discentes e docente presente. Os usuários acompanhavam a atividade com bastante atenção e comentavam sobre a importância desse trabalho, uma vez que vivenciavam dia e noite as reclamações dos seus cuidadores com relação ao esgotamento físico e as dores constantes na coluna cervical e lombar, além das articulações dos ombros. Levando-se em consideração a fala dos usuários, após os alongamentos fora realizada uma massagem coletiva, trazendo grande satisfação para os acompanhantes. Ao final da atividade pode-se perceber uma perfeita integração entre os usuários, cuidadores, discentes e docente. IMPACTOS: Criatividade e tomada de decisão, uma vez que o olhar do discente na maioria das vezes se encontra voltado para o usuário e, a partir do momento que ele amplia esse olhar, enxerga no entorno outras pessoas que também necessitam de cuidado; no âmbito hospitalar o cuidador é mais passivo e geralmente atende apenas as necessidades do próprio paciente esquecendo de si, então participação ativa destes envolve a atuação em cadeia do cuidado, o que favorece uma maior socialização entre todos os atores envolvidos, promovendo a integração e desprendimento da equipe e dos participantes. A atividade desenvolvida foi bastante apreciada pela coordenação do hospital, pelos cuidadores e usuários, passando a ser realizada uma vez por semana. CONSIDERAÇÕES FINAIS: O desenvolvimento dessa atividade proporcionou aos discentes a abertura a novas experiências, maior socialização e tomada de decisão. Além disso, permitiu uma maior reflexão e conhecimento sobre a arte de cuidar. Aos cuidadores, relaxamento, satisfação e maior humanização na assistência ao usuário. E ao usuário, maior valorização do papel desempenhado pelo seu cuidador.

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


A revista Cadernos de Educação, Saúde e Fisioterapia foi avaliada como B2 na área de Ensino, B3 na área de Serviço Social, B4 nas áreas de Saúde Coletiva, Interdisciplinar, Enfermagem e Educação Física e B5 na área de Medicina II e Arquitetura, Urbanismo e Design no QUALIS/CAPES - Quadriênio 2013-2016.