GRUPO DE TABAGISMO: UMA ABORDAGEM INTERDISCIPLINAR

Arthur Deivison Melo de Santana, Liliane Santos de Vasconcellos, Murilo Paulino Ribeiro

Resumo


INTRODUÇÃO: Sabe-se que a prática do Tabagismo, apesar de estar menos difundida em relação há anos atrás, ainda sim é frequente em diversas faixas etárias e classes sociais, causando inúmeros efeitos deletérios á saúde física e mental do indivíduo. Dentre eles, pode-se destacar: doenças respiratórias, problemas cardíacos, alterações na voz, na pele, escurecimento dos dentes, transtornos psicológicos, dentre outros. Sendo, dessa forma, totalmente necessária uma abordagem interdisciplinar visando o tratamento do paciente tabagista. DESCRIÇÃO DA EXPERIÊNCIA: Trata-se de um trabalho desenvolvido no âmbito do Estágio em Fisioterapia Respiratória, para a turma do 9º período do curso de Fisioterapia da Universidade Potiguar - UnP. Em uma iniciativa conjunta com o Centro Integrado de Saúde - CIS da dita Universidade, formou-se um Grupo de Tabagismo, onde os pacientes eram submetidos á avaliação fisioterapêutica respiratória, a partir dos seguintes itens: Identificação, Anamnese, Exame físico, Inspeção, Palpação, Exames complementares (Espirometria e Manovacuometria), e Questionário de Avaliação da Qualidade de Vida e Saúde - QVS80. Após isso, passavam por atendimentos em grupo, que aconteciam todas as segundas e quartas-feiras durante um semestre inteiro; tendo cada dia de atendimento uma hora. Dentro deste tempo, os pacientes passaram por palestras, dinâmicas, orientações e ensinamentos de discentes de vários cursos: Fisioterapia, Odontologia, Psicologia, Fonoaudiologia, Nutrição, dentre outros. Além disso, havia marcação de consulta com o médico pneumologista, que era responsável por prescrever a medicação; a ser disponibilizada pelo curso de Farmácia. Utilizavam-se recursos lúdicos para facilitar o entendimento; e ao final de cada atendimento, eram propostas metas a serem cumpridas até o próximo dia de encontro, de tal forma, que eles eram incentivados a diminuir gradativamente a quantidade de cigarros utilizados por dia. IMPACTOS: Diante da complexidade referente ao paciente tabagista, este trabalho representa um impacto positivo no apoio á sua saúde de uma forma geral; proporcionando um saldo positivo de diminuição do número de maços por dia. Além disso, a terapia em grupo proporcionou uma troca de experiência entre eles, um acolhimento e melhora da vida social, e ganho de informações e orientações importantíssimas de conscientização sobre o Tabagismo. CONSIDERAÇÕES FINAIS: As atividades deste Grupo de Tabagismo puderam proporcionar uma grande conquista não apenas para os pacientes envolvidos, como também para os discentes de todos os cursos; que tiveram a oportunidade de vivenciar academicamente uma experiência única, de trabalho interdisciplinar, abordando a viabilidade de estratégias a serem trabalhadas em um contexto tão rico que é o Tabagismo.

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


A revista Cadernos de Educação, Saúde e Fisioterapia foi avaliada como B2 na área de Ensino, B3 na área de Serviço Social, B4 nas áreas de Saúde Coletiva, Interdisciplinar, Enfermagem e Educação Física e B5 na área de Medicina II e Arquitetura, Urbanismo e Design no QUALIS/CAPES - Quadriênio 2013-2016.