ATUAÇÃO DOS ACADÊMICOS DE FISIOTERAPIA EM UM CICLO DE PALESTRAS E VIVÊNCIAS PARA IDOSOS: UM RELATO DE EXPERIÊNCIA

Emanuelle Soraya Pereira Da Silva, Augusto César Alves De Oliveira, Ana Karolina Barros De Jesus, Erika Aparecida Santos Duarte, Jessyca Braz Dos Santos, Adriana De Oliveira Bezerra, Ana Julia Urbano, Tatiana Ferreira Da Silva

Resumo


INTRODUÇÃO: O envelhecimento biológico é um processo natural, dinâmico, progressivo e irreversível que provoca alterações bioquímicas, morfológicas, fisiológicas e funcionais. Uma das conseqüências deste processo é a alteração do equilíbrio. O controle do equilíbrio requer a manutenção do centro de gravidade sobre a base de sustentação durante situações estáticas e dinâmicas. Cabe ao corpo responder às variações do centro de gravidade, voluntária ou involuntariamente, de forma eficaz pela ação dos sistemas visual, vestibular e somato-sensorial. Qualquer ação que possibilite uma readaptação postural do idoso se mostra como uma importante estratégia de promoção de saúde. A participação de estudantes em atividades que envolvam idosos contribui tanto no aperfeiçoamento de seus conhecimentos teórico-práticos, quanto na troca de saberes e experiências intergeracionais. Neste sentido, o presente relato tem como objetivo primordial contribuir para a reflexão da importância da participação de acadêmicos da Liga Interdisciplinar de Fisioterapia no Idoso ? LIFI da Universidade Estadual de Ciências da Saúde de Alagoas ? UNCISAL, no ciclo de palestras e vivencias do SESC/AL. DESCRIÇÃO DA EXPERIÊNCIA: O evento ocorre anualmente, durante dois dias, congregando idosos provenientes de todo o estado. A LIFI atua como parceiro acerca de 06 anos, com a realização de uma oficina de Equilíbrio e Postura. Inicialmente, é realizada uma reunião de planejamento das atividades a serem desenvolvidas, sob a orientação do tutor. Iniciada a oficina, é feita uma breve avaliação postural, dadas explicações e objetivos dos exercícios aplicados, de forma a obter uma interação entre os participantes. Cada acadêmico ficou responsável por uma quantidade de idosos para observá-los, auxiliando-os na realização das atividades. IMPACTOS: A participação dos acadêmicos em atividades com os idosos propicia a construção de espaços interdisciplinares com as diferentes áreas de conhecimento, interligado com a promoção da saúde do idoso. A aderência de acompanhantes e familiares dos idosos foi um apoio fundamental, garantindo a estrutura para a realização das atividades e continuidade dos exercícios no cotidiano do idoso. Em reunião de avaliação da oficina a equipe se viu estimulada e desafiada a planejar a expansão da oficina de equilíbrio e postura em outros ambientes, uma vez que o grupo relatou bem-estar físico e emocional após a prática das atividades realizadas. CONSIDERAÇÕES FINAIS: Com a participação de acadêmicos de fisioterapia, através da LIFI, em um evento da comunidade, foi colocado em pratica os conhecimentos adquiridos durante o Curso de Graduação, possibilitando a vivencia e o aprimoramento de atividades do cuidar da fisioterapia. Além de oportunizar a interação com os idosos, que ensinam e enriquecem, com suas experiências de vida, os futuros profissionais da área da saúde. Por fim, tais atividades também fomentam o interesse pela pesquisa sobre a saúde do idoso, pois o número de pessoas nesta fase da vida é crescente, devido à melhora das condições de vida, o avanço da medicina, entre outros fatores, que leva a uma expectativa de vida cada vez maior.

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


A revista Cadernos de Educação, Saúde e Fisioterapia foi avaliada como B2 na área de Ensino, B3 na área de Serviço Social, B4 nas áreas de Saúde Coletiva, Interdisciplinar, Enfermagem e Educação Física e B5 na área de Medicina II e Arquitetura, Urbanismo e Design no QUALIS/CAPES - Quadriênio 2013-2016.