O CUIDADO ATRAVÉS DA ALEGRIA COM IDOSOS INSTITUCIONALIZADOS: UM RELATO DE EXPERIÊNCIA ACADÊMICA

Valeska Christina Sobreira de Lyra, Heloíse Maria de Freitas Barros, Miriam Lúcia Carneiro Nóbrega, Rachel Cavalcante Fonseca

Resumo


INTRODUÇÃO: Entre os idealizadores do "clown" nas atividades lúdicas em instituições de saúde, destaca-se Hunter "Patch" Adams, médico que revolucionou o atendimento em consultas e inspirou diversos grupos de palhaço-terapia pelo mundo, relatando que sentimentos como o humor, o amor e a alegria estimulam o sistema imunológico contra infecções e afetam a forma de cuidado entre pessoas. A fisioterapia na sua forma de cuidar através da alegria, pode proporcionar alívio da dor e sentimentos ruins, entendendo o indivíduo na sua dimensão biopsicossocial no seu ambiente, incluindo os idosos institucionalizados. . DESCRIÇÃO DA EXPERIÊNCIA: A ação foi realizada na Vila Vicentina Júlia Freire, com o propósito de levar uma tarde mais extrovertida, com bastante alegria para os idosos que ali estavam presentes. Esta atividade contou com a participação de 8 palhaços extensionistas do projeto intitulado: Palhaçoterapia UNIPÊ, e duas docentes do curso de Fisioterapia. Inicialmente, os palhaços se distribuíram e convidaram os idosos em seus domicílios para participarem da atividade em grupo no auditório desta instituição, acompanhados de muita alegria e músicas. Posteriormente, foi realizado um bingo com distribuição de brindes, com o objetivo de socializar os idosos participantes e em seguida todos os presentes dançaram, cantaram e alguns demonstraram seus talentos. Ao final da ação, vários idosos agradeceram por levar mais uma tarde diferente a eles. IMPACTOS: No local foi observado que vários tinham dificuldades de interagir com os discentes e docentes presentes, alguns com limitações físicas, outros com doenças que os deixaram debilitados, o que dificultou a participação efetiva nas atividades. Apesar disso, foi uma atividade gratificante, observou-se a alegria no olhar de cada idoso ali presente. CONSIDERAÇÕES FINAIS: Como o riso é uma válvula de escape que é utilizado nos apuros da vida, acreditamos que esta forma de cuidar amenize a solidão dos idosos institucionalizados, os quais necessitam de um cuidado integral e que possibilite mudanças positivas na sua saúde.

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


A revista Cadernos de Educação, Saúde e Fisioterapia foi avaliada como B2 na área de Ensino, B3 na área de Serviço Social, B4 nas áreas de Saúde Coletiva, Interdisciplinar, Enfermagem e Educação Física e B5 na área de Medicina II e Arquitetura, Urbanismo e Design no QUALIS/CAPES - Quadriênio 2013-2016.