AÇÕES DESENVOLVIDAS EM ESCOLA DE ENSINO FUNDAMENTAL DO MUNICÍPIO DE JOÃO PESSOA: RELATO DE EXPERIÊNCIA

Natália Monteiro Guedes, José Pablo Gonçalves de Queiroz, Kátia Suely Queiroz Silva Ribeiro

Resumo


INTRODUÇÃO: O Programa Saúde na Escola (PSE) instituído no ano de 2007 é decorrente da parceira entre o Ministério da Saúde e o Ministério da Educação. Visa desenvolver políticas públicas na perspectiva da atenção integral (prevenção, atenção, promoção e formação) para a melhoria da qualidade de vida da população brasileira, buscando a intersetorialidade entre saúde e educação, atuando de acordo com os princípios preconizados pelo Sistema Único de Saúde (SUS). DESCRIÇÃO DA EXPERIÊNCIA: Trata-se do relato de uma experiência de acadêmicos de fisioterapia no campo da saúde na escola. As intervenções de educação em saúde foram desenvolvidas em uma escola estadual situada no bairro Castelo Branco I no município de João Pessoa- PB, voltadas aos estudantes e professores desta escola. As ações ocorreram no período de 14/03/2017 a 09/05/2017 sendo conduzidas por estagiários do oitavo período durante a disciplina de estágio II- Saúde Coletiva do curso de Fisioterapia da Universidade Federal da Paraíba - UFPB. A princípio foi abordada a temática orientação postural nas turmas do 6º e 7¡ ano. Procurou-se desenvolver as atividades de forma dinâmica e participativa, partindo da demonstração prática das posturas usualmente adotada, seguida de questionamentos acerca dos problemas possivelmente ocasionados pelas mesmas. Em seguida, procedeu-se á orientação das posturas mais adequadas, tais como da melhor maneira de carregar mochila, abaixar-se, entre outras. No segundo momento houve uma explanação sobre a anatomia da coluna vertebral e alterações posturais com auxílio de imagens. No 8º e 9º ano foi trabalhado a respiração e relaxamento corporal. Identificamos o conhecimento prévio dos alunos e no momento teórico foram utilizados slides expondo anatomia básica e funções do sistema respiratório. Finalizando com uma prática em grupo onde construíram a estrutura do sistema respiratório, a partir de colagens. A intervenção com os funcionários foi planejada após aplicar o questionário SF-36 adaptado. Primeiramente houve uma dinâmica de apresentação, exposição dos resultados dos questionários, alongamentos globais; relaxamento de Jacobson e por fim, um momento de escuta coletiva. IMPACTOS: Uma ação aparentemente simples pode contribuir significativamente na manutenção da saúde e prevenção de doenças, contribuindo com o auto-cuidado de estudantes e professores. Além disso, proporciona ao graduando em fisioterapia uma nova perspectiva de atuação em saúde, bem mais voltada á atenção básica que simplesmente reabilitação. CONSIDERAÇÕES FINAIS: A escola é um espaço destinado á aquisição de novos conhecimentos. Diante desta premissa, as intervenções realizadas prezam pelo aprendizado voltado aos cuidados em saúde. Além disso, contribuiu positivamente para a formação profissional dos discentes de fisioterapia.

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


A revista Cadernos de Educação, Saúde e Fisioterapia foi avaliada como B2 na área de Ensino, B3 na área de Serviço Social, B4 nas áreas de Saúde Coletiva, Interdisciplinar, Enfermagem e Educação Física e B5 na área de Medicina II e Arquitetura, Urbanismo e Design no QUALIS/CAPES - Quadriênio 2013-2016.