CONHECENDO AS ÁREAS DE ESTÁGIO DO CURSO DE FISIOTERAPIA: UM RELATO DE EXPERIÊNCIA DOS ALUNOS DO PRIMEIRO SEMESTRE

Laura da Rosa Vidal, Natália Estela Dendena, Graziela Valle Nicolodi, Themis Goretti Moreira Leal de Carvalho

Resumo


INTRODUÇÃO: A universidade de Cruz Alta possui o curso de Fisioterapia desde o ano de 1985, desde então, o mesmo tem o objetivo de formar profissionais com habilitação técnica, científica, postura ética e comprometimento com a saúde das pessoas. O curso possui convênio com instituições públicas e privadas fazendo com que os acadêmicos atuem na comunidade entrando em contato direto com diversas áreas de atenção á saúde desde o início do curso. Através dos estágios curriculares os alunos são inseridos em projetos de pesquisa e extensão desenvolvendo ações que possibilitam ao aluno a interação com diferentes grupos sociais. DESCRIÇÃO DA EXPERIÊNCIA: Projeto de extensão e pesquisa do tipo exploratória e descritiva, na qual os acadêmicos da disciplina de Introdução a Fisioterapia - 1º/2017 do curso de Fisioterapia da UNICRUZ conheceram o campo de trabalho e áreas de atuação do profissional fisioterapeuta, através de atividades assistidas nas seguintes áreas de estágio curricular: leitos e intensivismo (UTI); Ambulatório de Traumato-ortopedia; Reabilitação Cardiometabólica; ambulatório de Neurologia - Hospital São Vicente de Paula; Dermatofuncional - Laboratório de Fisioterapia; Equoterapia e Cinoterapia - projeto de extensão EASA e fisioterapia comunitária - Asilo Santo Antônio de Paula. Durante as atividades tiveram a oportunidade de conhecer a prática dos estagiários e os procedimentos realizados aos pacientes, dialogar com os mesmos, adquirindo novos conhecimentos e esclarecendo dúvidas. IMPACTOS: A oportunidade permitiu aos ingressantes no curso de Fisioterapia expandir a concepção em relação, não só das áreas de estágio assistidas, mas da profissão como um todo. Ter uma maior clareza dos tipos das terapias propostas, do meio social que as envolve e da importância da tomada de decisões com resolutividade. Ocasionou momentos de reflexões significativos para despertar neste aluno um envolvimento e uma construção desejada para uma formação curricula. CONSIDERAÇÕES FINAIS: Para os acadêmicos ingressantes no curso de Fisioterapia foram experiências enriquecedoras, que oportunizaram uma vivência no campo de atuação do profissional Fisioterapeuta.

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


A revista Cadernos de Educação, Saúde e Fisioterapia foi avaliada como B2 na área de Ensino, B3 na área de Serviço Social, B4 nas áreas de Saúde Coletiva, Interdisciplinar, Enfermagem e Educação Física e B5 na área de Medicina II e Arquitetura, Urbanismo e Design no QUALIS/CAPES - Quadriênio 2013-2016.