CURSO EAD NA COMUNIDADE DE PRÁTICAS DO MINISTÉRIO DA SAÚDE - IMPORTÂNCIA PARA O ACADÊMICO DO CURSO DE FISIOTERAPIA

Aimê Cunha Arruda, Themis Moreira Leal de Carvalho

Resumo


INTRODUÇÃO: A carga econômica das doenças crônicas produz altos custos para os sistemas de saúde e da previdência social em função da mortalidade e invalidez precoces, e também para a sociedade, famílias e as pessoas portadoras dessas doenças. A maior parte das doenças crônicas não resulta em morte súbita. Ao contrário, elas provavelmente levarão as pessoas a tornarem-se progressivamente enfermas, especialmente se não tiverem o tratamento adequado. Tal fato tende a aumentar a utilização dos serviços de saúde, principalmente os de média e alta complexidade e, consequentemente, aumentar a prestação da assistência á saúde. A prevenção e o controle dessas doenças, portanto, aumentam a longevidade e a qualidade de vida, além de contribuírem para a redução dos custos nos sistemas de saúde. DESCRIÇÃO DA EXPERIÊNCIA: Foi pensando nesses aspectos que os acadêmicos do curso de Fisioterapia da Universidade de Cruz Alta, 3¡ semestre, disciplina de Educação em Saúde, foram desafiados a realizar o curso EAD, pela Comunidade de Práticas da Atenção Básica, proposta pelo Ministério da Saúde, intitulado Autocuidado: como apoiar a pessoa com Diabetes. Esse curso foi desenvolvido para preparar profissionais de saúde na promoção do autocuidado das pessoas com Diabetes, sendo que todos os profissionais da equipe de saúde tem um papel importante no apoio ao autocuidado e na qualificação da atenção de seus usuários. O curso está organizado em 5 unidades, totalizando 15 módulos, elaborado para autoaprendizagem, onde o profissional poderá conhecer a Diabetes como doença crônica multicausal e com multimorbidades, bem como reconhecer o seu impacto para o indivíduo, os profissionais de saúde e o sistema de saúde, focando nas intervenções coletivas, com a comunidade e redes de apoio social. IMPACTOS: A realização deste curso gerou um impacto positivo de extrema importância na vida acadêmica e consequentemente profissional dos alunos da Fisioterapia, evidenciando o papel do profissional da saúde enquanto promotor, protetor e reabilitador, num processo indissociável. Preparou o acadêmico transcendendo a perspectiva isolada do cuidado tradicionalmente usual nas relações com o paciente. Capacitou na perspectiva de cuidados interdisciplinares em equipes multiprofissionais. Os conteúdos sendo desenvolvidos desde uma perspectiva socioambiental de saúde e de educação para a saúde, com ênfase na dimensão sócio-política da saúde e seus determinantes, trouxe emponderamento, necessário para o fisioterapeuta nos dias de hoje. CONSIDERAÇÕES FINAIS: A participação do aluno da Fisioterapia da Unicruz neste curso possibilitou uma formação diferenciada, onde os módulos capacitaram para o entendimento para o autocuidado, sendo fundamental para a formação profissional do fisioterapeuta atuando nos dias de hoje dentro da atenção integral á saúde. Precisamos utilizar estas ferramentas que estão a disposição dos professores e que trazem inúmeros benefícios.

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


A revista Cadernos de Educação, Saúde e Fisioterapia foi avaliada como B2 na área de Ensino, B3 na área de Serviço Social, B4 nas áreas de Saúde Coletiva, Interdisciplinar, Enfermagem e Educação Física e B5 na área de Medicina II e Arquitetura, Urbanismo e Design no QUALIS/CAPES - Quadriênio 2013-2016.