INOVAÇÕES NO PROCESSO DE ENSINO APRENDIZAGEM PARA PROMOÇÃO E PREVENÇÃO DAS CONDIÇÕES DE SAÚDE

José Eduardo de Lima Leal Alves Monteiro, Adriana dos Santos Pereira, Auxiliadora Renê de Melo Amaral, Maria Eduarda Leal do Nascimento Cruz, Sara Rúbia de Souza Franco

Resumo


INTRODUÇÃO: Antes voltada apenas para a assistência curativa, a fisioterapia ocupa hoje um importante papel na prevenção de doenças e na promoção a saúde. Tal mudança acarretou a introdução de novas estratégias no processo de ensino aprendizagem, como a inserção precoce dos alunos nos cenários de prática, o uso da metodologia ativa na construção de conhecimento e da tecnologia, com foco no processo saúde-doença individual e coletivo, integrado a relação ensino, serviço e comunidade. Estas estratégias visam a formação de fisioterapeutas aptos a identificar, monitorar, analisar, criar e intervir nas principais causas de morbidade e mortalidade de uma determinada região ou grupo, proporcionando a integralidade das ações do cuidar em fisioterapia. DESCRIÇÃO DA EXPERIÊNCIA: O curso de fisioterapia da Universidade de Pernambuco - Campus Petrolina, proporcionou aos discentes visitas técnicas e participação em palestras de órgãos gestores e promotores de saúde da região, com objetivo de identificar os principais problemas que acometem a região, observando as potencialidades e fragilidades das ações. E através da análise reflexiva destas, levou a elaboração de projetos de intervenção atendendo as necessidades da população, orientando-a sobre os meios de promoção e prevenção da saúde. Dentre as propostas apresentadas pelos discentes, destacou-se o uso de redes sociais como mecanismo de comunicação entre o grupo de extensão e a população da região. As redes sociais tiveram o papel de ampliar o alcance do grupo, fazendo com que este pudesse agir de maneira eficiente na conscientização da população. Durante o período de aplicação dos projetos pode-se notar um melhor desenvolvimento das habilidades de comunicação, proatividade e inovação dos discentes. IMPACTOS: A associação destas novas estratégias de ensino aprendizagem proporcionou aos alunos uma visão ampla, crítica e reflexiva sobre o processo de promoção e prevenção da saúde, preconizado pelas diretrizes curriculares do curso de graduação em fisioterapia sobre a contribuição para a inovação e a qualidade do projeto pedagógico do curso. Desta forma, ofertou uma base de conhecimentos que serão de suma importância para a construção de um bom profissional da saúde, apto a avaliar, analisar, criar e agir em situações de prevenção e promoção da saúde. CONSIDERAÇÕES FINAIS: Pode se observar um triplo benefício: primeiro relacionado ao discente, com a efetividade no desenvolvimento de competências e habilidades para sua formação profissional, permitindo maior facilidade de se adaptar as diferentes faces da saúde; segundo para comunidade, que foi orientada sobre os aspectos de promoção e prevenção de determinadas doenças; terceiro com o sistema público, que encontra nestas ações uma alternativa aos altos gastos com o tratamento para estas enfermidades, podendo assim melhor investir em outras áreas.

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


A revista Cadernos de Educação, Saúde e Fisioterapia foi avaliada como B2 na área de Ensino, B3 na área de Serviço Social, B4 nas áreas de Saúde Coletiva, Interdisciplinar, Enfermagem e Educação Física e B5 na área de Medicina II e Arquitetura, Urbanismo e Design no QUALIS/CAPES - Quadriênio 2013-2016.