O 12º CONGRESSO INTERNACIONAL REDE UNIDA SOB A ÓTICA DE DISCENTES DA COMISSÃO DE MONITORIA: DISPOSITIVO DE AQUISIÇÃO DE HABILIDADES E COMPETÊNCIAS

Maitê Burgo Costa, Alini Nunes de Oliveira, Luís Felipe Lopes Lorenzon, William Goes Abbade, Josiel Elizandro Werle, Kenia Caceres, Arthur de Almeida Medeiros

Resumo


INTRODUÇÃO: O presente relato vem discorrer acerca da experiência vivenciada por discentes da comissão de monitoria durante o processo de construção e acontecimento do 12º Congresso Internacional Rede Unida ocorrido de 21 a 24 de março de 2016, sediado no campus da Universidade Católica Dom Bosco em Campo Grande-MS. DESCRIÇÃO DA EXPERIÊNCIA: O processo de construção do Congresso teve seu inicio em abril?2014 em Fortaleza, onde Campo Grande foi deliberada como sede para o 12º CRU. Foram realizados encontros regionais como disparadores para o CRU, sendo esses encontros utilizados como mecanismo para absorver as demandas para a construção da programação. Em todos esses encontros regionais estavam presentes estudantes, que foram esses a grande matéria-prima no melhor desenvolvimento dos eventos promovidos antes do CRU. A partir, dessas deliberações foram instituídas comissões a fim de descentralizar as funções para que não houvesse a sobrecarga dos envolvidos no processo, dentre essas uma das comissões mais importantes do CRU é a Comissão de Monitoria. Mediante as demandas que foram sendo apontadas, diversas reuniões foram realizadas pela comissão supracitada, onde foram decididas questões sobre alojamento, transporte, alimentação, processo de seleção de monitores, treinamento de monitores, escalas de trabalho e etc. Essas reuniões aconteciam com frequência, durante todo o período da construção do congresso foi muito rico o vínculo e afeto criado entre os membros da Comissão de Monitoria local. IMPACTOS: A experiência vivenciada durante todo esse processo proporcionou para os membros da comissão grande impacto pessoal, social, cultural, pedagógico. Destacamos a geração das redes de relacionamento entre todos por conta do grande número, pela diversidade cultural, racial apresentada pelos monitores, e também a importância do desenvolvimento da habilidade de gestão necessária para o funcionamento da comissão, da resiliência, da alteridade, do enriquecimento no contexto geral. CONSIDERAÇÕES FINAIS: Experienciar um evento dessa proporção foi de grande importância para construir, desconstruir os pontos de vistas, as vistas do ponto do que é gestão e como a práxis é fundamental para esse processo. Tendo em vista, que é nela que podemos enxergar detalhes que deram ou não certo e é com recursos humanos que se construiu o CRU, e também se produz saúde.

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


A revista Cadernos de Educação, Saúde e Fisioterapia foi avaliada como B2 na área de Ensino, B3 na área de Serviço Social, B4 nas áreas de Saúde Coletiva, Interdisciplinar, Enfermagem e Educação Física e B5 na área de Medicina II e Arquitetura, Urbanismo e Design no QUALIS/CAPES - Quadriênio 2013-2016.