O ENSINO DA ANATOMIA ATRAVÉS DE METODOLOGIAS ATIVAS: RELATO DE EXPERIENCIA

Leiça Sand Pereira Santos, Marcela Ralin de Carvalho Deda Costa, Tatiana dos Santos Moreira, Luiz Felipe dos Santos, Gabrielle Santos Maroto, Larissa Andrade de Sá Feitosa, Carlos José Oliveira de Matos

Resumo


INTRODUÇÃO: O ensino da anatomia humana está passando por um processo de transição, onde o método tradicional, pautado na exposição de conteúdos que limita o aluno a memorização e o torna dependente do docente vem sendo substituído por uma busca de inovadoras metodologias que propiciam um melhor processo de ensino-aprendizagem visto que há a necessidade de ampliar as opções de aprendizado com alternativas para integrar e dinamizar as aulas de anatomia. O projeto de extensão Compreendendo o corpo humano: ensino da anatomia como forma de integração entre a escola e universidade, surgiu como uma oportunidade para alunos da graduação do curso da fisioterapia complementarem seu currículo através do ensino da anatomia para alunos do ens. médio utilizando as metodologias ativas, onde os discentes universitários poderiam ainda vivenciar o outro lado do método ativo, passando de alunos a professores/orientadores. DESCRIÇÃO DA EXPERIÊNCIA: As aulas do projeto eram divididas em módulos com temas específicos, onde havia a inter-relação da anatomia com fisiologia e doenças mais prevalentes, eram realizadas semanalmente orientadas por duplas de alunos com duração de 1h30 min. Porém eram destinadas 4h extraclasse para planejamento das mesmas. O projeto teve quatro módulos com uma média de quatro aulas cada, sendo eles Sistema Musculoesquelético, Anatomia cabeça/pescoço e sistema digestivo, Sistema cardiorrespiratório e Sistema Reprodutor, nos quais foram trabalhadas diversas metodologias ativas como Role Playing Game (RPG), sociodrama, jogos, concurso de desenhos e discussões em grupos. Os alunos eram avaliados pelos orientadores ao fim de cada aula e no início e fim de cada módulo, através de uma prova, para identificar o seu nível de conhecimento sobre os temas abordados e avaliar a evolução da aprendizagem do mesmo. IMPACTOS: A experiência foi desafiadora, desempenhar o papel de professor de uma disciplina que ainda não tínhamos domínio foi complicado, vivenciamos como é fatigante o trabalho de docente ao passar horas planejando e pesquisando as melhores formas de apresentar o conteúdo e tornar a aula mais interativa. Durante as aulas foi duro assimilar o momento correto de indagar de forma clara e como apresentar-se seguro diante de uma sala repleta de adolescentes. Nas avaliações sentimos dificuldade em conseguir analisar e perceber como cada aluno era, quais eram as suas necessidades, fragilidades e potencialidades. Mas apesar de tudo, o tempo foi nos dando experiência e o projeto foi de suma importância por proporcionar aprofundamento e segurança quanto ao conhecimento da anatomia humana e suas relações, e isso foi conquistado não só do ensino em sala de aula mas também através das horas destinadas ao planejamento das mesmas, sendo que esse planejamento também nos possibilitou aprimorar as nossas técnicas de pesquisa em bases de dados. A nossa inserção no ambiente escolar nos proporcionou ainda uma maior percepção das necessidades e dificuldades da comunidade e nos estimulou a buscar estratégias para superar os percalços. CONSIDERAÇÕES FINAIS: O projeto nos proporcionou o desenvolvimento de novas habilidades, nos permitiu maior segurança ao interagir com o público e possibilitou um olhar mais crítico e reflexivo do nosso processo de aprendizagem.

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


A revista Cadernos de Educação, Saúde e Fisioterapia foi avaliada como B2 na área de Ensino, B3 na área de Serviço Social, B4 nas áreas de Saúde Coletiva, Interdisciplinar, Enfermagem e Educação Física e B5 na área de Medicina II e Arquitetura, Urbanismo e Design no QUALIS/CAPES - Quadriênio 2013-2016.