POSTURA NOTA 10

Amanda de Jesus Santos, Edcleia Cunha, Graziela Jane da Conceição Silva, Ítalo Eduardo Novaes Santos, Nicolly Sales Marinho, Rodrigo Santos Conceição, Rodrigo Fagner Silva, Rute dos Santos Sampaio

Resumo


INTRODUÇÃO: Educação e saúde são setores com suas especificidades, entretanto, é inegável a força que assumem quando se complementam. Constituindo importante ferramenta da Política Nacional de Promoção da Saúde, a educação em saúde revela-se elemento estimulador da autonomia, empoderamento e fortalecimento de indivíduos e grupos da população, fatores significativos para uma vida com mais qualidade. Exemplo é a potencialização da formação de escolares, muitos, em idade significativa para o desenvolvimento de comportamentos e atitudes saudáveis, a saber, o cuidado e a consciência corporal adequados. DESCRIÇÃO DA EXPERIÊNCIA: A intervenção sobre educação postural foi destinada a alunos do 4¡ ano do ensino fundamental da Escola Municipal Hildete Lomanto na cidade de Salvador/Bahia. "Intitulada Postura nota 10", a atividade consistiu num trabalho da disciplina Estudo Prático Orientado II. Primeiramente foram apresentadas as propostas de atividades. Segundo, foi realizada uma sessão de alongamentos para que os pequenos estivessem mais dispostos e preparados para o que se seguiria. Em seguida, foi realizado uma pequena dramatização, na qual uma aluna chegou á sala de aula bem desajeitada e senta-se de forma inadequada, portando uma mochila muito pesada. Reclamando de dores nas costas, chama a atenção da professora, que fala sobre sua postura incorreta na cadeira. Surpreendida ao perceber o peso da mochila, a professora aproveita para ressaltar a importância de cuidar bem da coluna. Iniciou-se com explicação sobre a estrutura da coluna vertebral, importância e os problemas que podem surgir, utilizando imagens e esquemas que facilitassem a compreensão. Foram discutidas e demonstradas posturas inapropriadas em diversas situações, bem como uso incorreto das mochilas e excesso de peso. Seguiu-se destacando e demonstrando as posturas adequadas ao dormir, ao levantar, ao sentar, ao usar o celular. Houve interação e criação de situações para que as crianças participassem e tornassem o momento de aprendizagem mais dinâmico. Foi realizado um jogo, "árvore maluca". Uma árvore de cartolina carregava em suas frutas perguntas sobre o assunto abordado. Ganhava a brincadeira quem fizesse mais pontos. Para finalizar foi cantada uma paródia baseada na música "Homenzinho torto", adaptada ao assunto. Como incentivo foram distribuídos panfletos informativos contendo principalmente orientações posturais. IMPACTOS: Foi significativa a receptividade ás informações. Muito interativos, falaram de suas posturas e relataram suas queixas. O assunto despertou a atenção e o interesse deles, evidente nas respostas ás perguntas e no empenho em adotar posturas corretas em qualquer situação, sabendo das complicações que não desejavam sofrer. Se interessaram em compartilhar com a família as informações, que perceberam ser valiosas, por meio dos panfleto. CONSIDERAÇÕES FINAIS: Foi muito satisfatório observar o interesse dos alunos ao assunto. Transmitindo, por olhares e abraços, não apenas gratidão, como a certeza de que valorizariam o que aprenderam. A associação entre educação e saúde tem repercutido significativamente, como no desenvolvimento de atitudes e hábitos saudáveis, importantes para prevenção de desvios posturais em crianças, que crescem cuidando da saúde.

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


A revista Cadernos de Educação, Saúde e Fisioterapia foi avaliada como B2 na área de Ensino, B3 na área de Serviço Social, B4 nas áreas de Saúde Coletiva, Interdisciplinar, Enfermagem e Educação Física e B5 na área de Medicina II e Arquitetura, Urbanismo e Design no QUALIS/CAPES - Quadriênio 2013-2016.