RELATO DE EXPERIÊNCIA: MONITORIA INTERCURSOS DO CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE: NÚCLEO DE ESTUDO, DIAGNÓSTICO E AÇÕES EM SAÚDE, VIVÊNCIA DE UM ACADÊMICO DE FISIOTERAPIA

Raí dos Santos Oliveira, Mariana Beatriz Arcuri, Andréa Serra Graniço

Resumo


INTRODUÇÃO: Apresento o Núcleo de Estudo, diagnóstico e ações em saúde que visa organizar, sistematizar e coordenar as ações de Integração Ensino-Trabalho-Cidadania dos cursos da área da saúde do UNIFESO. Baseado nas diretrizes curriculares dos cursos da área da saúde preconiza que todos os profissionais de saúde sejam formados com vistas a suprir as necessidades do perfil de profissional conforme a necessidade do país, no entendimento que saúde é um processo de trabalho coletivo, interprofissional, do qual surge a prestação de cuidados a saúde. Elevando a qualidade e resolubilidade do profissional durante sua atuação no Sistema Único de Saúde. O núcleo tem como foco a comunidade Teresopolitana, que sofre intervenções de educação em saúde através dos monitores vinculadas ao núcleo. DESCRIÇÃO DA EXPERIÊNCIA: O projeto do núcleo se divide em quatro comitês: Responsabilidade Social o qual faço parte, Comunicação, Análise de indicadores de saúde de Teresópolis/ Região Serrana e Produção científica. Composto por alunos dos cursos de: Medicina, Enfermagem, Odontologia e Fisioterapia, selecionadas através de uma avaliação teórica e entrevista. Onde estudante aprovado ocupa-se por 8 horas semanais ao levantamento de dados referente ao seu comitê. O núcleo preconiza a participação de seus monitores em reuniões dos Conselhos de Saúde, também, na discussão de resultados de pesquisas realizadas por seus membros. Organiza, planeja e executa ações de promoção de saúde para a comunidade Teresopolitana interna e externa ao UNIFESO. IMPACTOS: Aperfeiçoamento na elaboração de questionários referente aos principais diagnósticos epidemiológicos da região, segundo o DATASUS, onde os resultados apontam para nortear as ações de educação em saúde a serem planejadas e executadas pelo Núcleo. O estimulo a participação em conselhos de saúde permitiu a vivência em encontros de conselheiros de saúde da região serrana, participação na conferência regional e estadual de saúde da mulher, e o convite para participar da conferência regional de vigilância em saúde que ocorrera em agosto do ano corrente. Participação efetiva em ações de saúde tais como vacinação contra a febre amarela promovida pela parceria da SMS e o núcleo onde o publico alvo foi á comunidade interna do UNIFESO. Fabricação de álcool em gel para ser distribuída a população como prevenção ao H1N1 juntamente com ação educativa sobre o tema para a população de Teresópolis que preconiza além de esclarecimentos sobre a doença a profilaxia das mesmas percorrendo lavagem de mãos, vacinação, cuidados nos ambientes públicos. CONSIDERAÇÕES FINAIS: Durante todo esse processo de descobertas e aprendizagem, foi de suma importância para a minha formação acadêmica, construção não só profissional como também pessoal. Possibilitou refletir sobre a importância do papel do aluno, nas discussões de saúde pública. Reconheci que o aluno pode ser sujeito ativo no processo de educação em saúde, e promov-la independente do curso. Revelo como motivação, o apoio da idealizadora desse núcleo integrativo em consonância as minhas reflexões para o desenvolvimento do trabalho do núcleo. Como relevância, a interação dos alunos de cursos diferentes da área da saúde do UNIFESO, em um processo único de políticas públicas de saúde.

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


A revista Cadernos de Educação, Saúde e Fisioterapia foi avaliada como B2 na área de Ensino, B3 na área de Serviço Social, B4 nas áreas de Saúde Coletiva, Interdisciplinar, Enfermagem e Educação Física e B5 na área de Medicina II e Arquitetura, Urbanismo e Design no QUALIS/CAPES - Quadriênio 2013-2016.