TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E DA COMUNICAÇÃO NO ENSINO DA CINESIOLOGIA E DA BIOMECÂNICA DA COLUNA

Leonildo Santos do Nascimento Júnior, Aliceana Ramos Romão de Menezes Araújo, Nicia Farias Braga Maciel, Andréa Carla Brandão da Costa Santos, Maria Elma de Souza Maciel Soares

Resumo


INTRODUÇÃO: A epidemiologia em doenças reumáticas chama atenção para o percentual de indivíduos com afecções álgicas na coluna. Com esta grande demanda nos ambulatório e clínicas de fisioterapia, é essencial que o profissional de fisioterapia detenha o conhecimento da anatomia, da cinesiologia e da biomecânica desta estrutura corporal para que possa traçar uma conduta apropriada e com eficácia para quem sofre com tais patologias. O docente tem como forte aliado no processo ensino aprendizagem, as Tecnologias de Informação e Comunicação (TIC's) que é um fenômeno bastante comum na sociedade contemporânea, especialmente por conta do barateamento dos recursos tecnológicos, como computadores, tablets, dentre outros equipamentos. Uma dessas TIC's é o padlet¨, que trata-se de um mural virtual, funcionando como um quadro livre, que permite aos alunos o desenvolvimento de tarefas ou a exposição criativa de suas ideias, através da publicação de textos, fotos, links, vídeos ou qualquer outro conteúdo que julguem interessantes, construídos com base em um tema e com conhecimentos adquiridos previamente. Nesse contexto, este é o relato de experiência do uso de TIC's, nomeadamente o padlet¨, como recurso no desenvolvimento do conhecimento sobre a Cinesiologia e a biomecânica da coluna vertebral entre acadêmicos do curso de fisioterapia. DESCRIÇÃO DA EXPERIÊNCIA: Este trabalho inseriu-se no planejamento da disciplina de Cinesiologia e Biomecânica, ofertada aos alunos matriculados no terceiro período do curso de fisioterapia. Inicialmente, conduziu-se uma exposição teórica do assunto, através de aulas expositivas e dialogadas, onde foram revisados aspectos anatômicos da estrutura ósseas e articulares que compõem a coluna, bem como sobre as estruturas musculares que se dispõem para a geração dos movimentos da coluna, assim como foram analisados os aspectos mecânicos para a mobilidade das vértebras e a manutenção da postura da coluna. Ao término da aula, o padlet¨ foi apresentado aos alunos, para que fossem definidas as regras e que todas as possíveis dúvidas sobre o manuseio e a utilização desta ferramenta virtual. Após essa etapa, os alunos foram orientados a se dividirem em grupos, sendo que cada grupo seria responsável pela demonstração, em vídeo, da análise de cada um dos movimentos que são gerados nas colunas cervical e lombo-torácica. Feita a divisão dos grupos, os alunos foram encorajados a desenvolver a sua criatividade para a composição dos vídeos e publicarem no padlet¨. Após isso, os vídeos construídos e postados no mural pelas equipes foram apresentados em sala de aula, seguidos de uma discussão sobre o tema abordado. IMPACTOS: Através dos resultados obtidos, observamos a necessidade da capacitação docente para o uso das TIC'S em suas unidades curriculares, com destaque para o padlet¨, o que faz com que experiências como essas tragam melhorias no processo ensino-aprendizagem da cinesiologia e da biomecânica. CONSIDERAÇÕES FINAIS: O padlet¨ mostrou-se uma relevante ferramenta para uso em sala de aula, como estratégia pedagógica na busca de resultados satisfatório no aprendizado dos alunos da graduação, visto a grande adesão e a participação discente, expressa pela criatividade na construção das análises cinesiológica e biomecânica dos movimentos da coluna vertebral.

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


A revista Cadernos de Educação, Saúde e Fisioterapia foi avaliada como B2 na área de Ensino, B3 na área de Serviço Social, B4 nas áreas de Saúde Coletiva, Interdisciplinar, Enfermagem e Educação Física e B5 na área de Medicina II e Arquitetura, Urbanismo e Design no QUALIS/CAPES - Quadriênio 2013-2016.