INOVAÇÃO ACADÊMICA: GINCANA EM COMEMORAÇÃO AO DIA DO FISIOTERAPEUTA

Wiviane Maria Torres de Matos Freitas, Soanne Chyara da Silva Soares, Rita Cristina Cotta Alcantara, Cynthia Oliveira de Amaro Bentes

Resumo


INTRODUÇÃO: A gestão acadêmica tem como um de seus desafios a tentativa de inovação acadêmica. A atualidade exige a produção, implantação e geração de inovações para acompanhar o mercado profissional e atender as necessidades mundiais de competição e diferenciais diante do mercado. Autores apontam que a organização pedagógica e administrativa promovida pela gestão dos cursos faz total diferença quanto à sua qualidade. DESCRIÇÃO DA EXPERIÊNCIA: A Gincana ocorreu em 13 de outubro de 2016, contando com a participação dos 23 professores do curso de Fisioterapia do CESUPA, envolvendo todo o corpo discente de 200 alunos, trouxe a participação de 7 egressos e 3 fisioterapeutas. A atividade foi proposta na perspectiva de envolvimento do curso, aproximação da gestão com o alunado e valorização acadêmico e profissional da fisioterapia. É sabido que nossa profissão o é por vezes desunida e ainda desvalorizada, e a gincana pôde modificar esse conceito nos nossos discentes. Houveram tarefas com objetivos psicomotores, pedagógicos e sociais, como atividades de arrecadação do maior número de fraldas geriátricas e infantis para doação aos locais parceiros do curso, elaboração de paródias do período vivido no curso, desenvolvimento de campanhas para preservação do ambiente da clínica escola de fisioterapia, atividades de controle motor, conhecimentos gerais e específicos da fisioterapia, entre muitas outras tarefas. A integração do alunado ocorreu em supervisão e incentivo de um professor responsável pela turma, para que assim disputassem os primeiros lugares com premiações acadêmicas como, por exemplo, uma análise estatística para a turma vencedora. IMPACTOS: Os principais impactos foram o desenvolvimento e aprimoramento da habilidade de trabalho em equipe entre docentes e discentes; a gestão do curso alcançou os objetivos propostos para a atividade, em especial, realizando um momento inovador e de grande estimulo aos envolvidos; identificou-se também a motivação dos alunos em realizar a atividade, em competir, tentar alcançar todos os objetivos propostos para o dia. A competição saudável e maior envolvimento dos alunos com o curso, com a instituição e com sua formação. Uma das campanhas de cuidados com a clínica escola deu frutos importantes, em parceria com a central de comunicação e marketing do CESUPA, o mascote virou cartaz e a convivência na clínica melhorou consideravelmente. A gincana impactou, ainda, no desenvolvimento e aprimoramento de habilidades e competências contidas nas diretrizes curriculares de nosso curso, como: liderança, tomada de decisões, comunicação, administração e gerenciamento. CONSIDERAÇÕES FINAIS: Todos os envolvidos puderam listar diversos pontos positivos após o evento, por tal, a gestão do curso juntamente ao Núcleo Docente Estruturante planejou a segunda gincana do curso, com mais atividades inovadoras e de valorização acadêmica e profissional, para construção de um novo profissional fisioterapeuta fundamentado nas diretrizes, e almejando contribuir não apenas na formação técnica e profissional, mas também na postura ética, reflexiva e pessoal deste indivíduo. Assim, ratificando o estudo de Fonseca e Fonseca (2016), conclui-se que a gincana proporcionou ao curso maior qualidade e visibilidade. A gestão do curso de fisioterapia do CESUPA aposta em um curso diferenciado, inovador e atual, e propõe propagar essas práticas inovadoras.

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


A revista Cadernos de Educação, Saúde e Fisioterapia foi avaliada como B2 na área de Ensino, B3 na área de Serviço Social, B4 nas áreas de Saúde Coletiva, Interdisciplinar, Enfermagem e Educação Física e B5 na área de Medicina II e Arquitetura, Urbanismo e Design no QUALIS/CAPES - Quadriênio 2013-2016.