PROBLEMATIZANDO A FORMAÇÃO E ATUAÇÃO DO PROFISSIONAL FISIOTERAPEUTA: OLHAR ACADÊMICO

Beatriz Cristine Hartman, Vera Lúcia Israel, Bruna Yamaguchi, Karize Novakoski, Géssica Eleutério, Letícia Bobato, Luiza Amaral Martins, Nicole Almeida

Resumo


INTRODUÇÃO: Os questionamentos, ansiedades, curiosidades, indecisões a respeito do curso, são os sintomas mais comuns do início da vida acadêmica. A Instituição de Ensino (IES) traz ao universitário a tríade indissociável - Ensino, Pesquisa, Extensão. O curso de Fisioterapia na Universidade Federal do Paraná(UFPR) na disciplina Panoramas de Fisioterapia no Brasil e no Mundo (PFBM) discute temas como a história, legislação e atualidades de cenários da área nacionais e internacionais. O objetivo foi relatar as novas vivências, novos questionamentos e, principalmente, conhecer a abrangência do curso quanto ás áreas de formação e atuação da profissão de Fisioterapia. DESCRIÇÃO DA EXPERIÊNCIA: A atividade de um semestre de estudos envolveu reflexões teóricas e vivências de práticas de visitas de campo, além de elaboração de um banner, no formato de mapa conceitual, com assuntos associados á problematização do profissional fisioterapeuta. Assim, o grupo iniciou as pesquisas e discussões embasadas em dados científicos para conseguir justificar a posição do acadêmico frente á formação e futura atuação no ramo da Fisioterapia. Apresentado em sala e professores responsáveis, além de um seminário temático e no final a defesa para uma banca do produto final (banner como mapa conceitual) na própria Universidade. IMPACTOS: Toda experiência cessou as indecisões presentes no início da graduação aos integrantes do grupo, já que, a tríade do conhecimento vinculada aos pilares da educação permitiu a reflexão de que a formação e atuação do profissional vão além da aprendizagem dentro da sala de aula, ela explora novos caminhos por meio de pesquisas, de oportunidades, além de, construir uma postura humanizada para completa interação com profissionais de outras áreas e com o próprio paciente. CONSIDERAÇÕES FINAIS: Hoje o profissional fisioterapeuta está ganhando mais espaço na área da saúde, não atuando apenas na reabilitação. Com isso, podemos perceber o papel da Fisioterapia para a sociedade e para a construção do conhecimento científico, além do papel fundamental que a graduação na Universidade tem para a excelência na futura atuação fisioterapêutica, sempre instigando os acadêmicos na busca pelo conhecimento e inovações.

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


A revista Cadernos de Educação, Saúde e Fisioterapia foi avaliada como B2 na área de Ensino, B3 na área de Serviço Social, B4 nas áreas de Saúde Coletiva, Interdisciplinar, Enfermagem e Educação Física e B5 na área de Medicina II e Arquitetura, Urbanismo e Design no QUALIS/CAPES - Quadriênio 2013-2016.