IMPACTOS DA ESPIRITUALIDADE NA SAÚDE DO IDOSO: RELATOS DOS ATENDIMENTOS DA FISIOTERAPIA

Fábio Correia Lima Nepomuceno, Denise Alves de Almeida, Rachel Cavalcanti Fonseca, Risomar da Silva Vieira

Resumo


Introdução: Com o aumento da expectativa de vida no Brasil, aumentou-se o número de idosos, o que interfere na redução das taxas de fecundidade, nas doenças infecciosas e no aumento das doenças crônicas-degenerativas. Este processo que os idosos passam associado aos medos, dificuldades, limitações funcionais gera nestes maior busca pela espiritualidade. Esta envolve crenças que buscam o sentido da vida e ajudam o idoso a lidar com os acontecimentos, melhorando a qualidade de vida e segurança do idoso frente ao processo de envelhecimento.A Qualidade de Vida é influenciada pela comunicação entre a espiritualidade, o estado de saúde e os relacionamentos que o individuo tem, bem como, pode ser utilizada como fonte de alivio, desconforto e estresse, de solução de problemas. Pesquisas demonstram que níveis mais altos de espiritualidade/religiosidade estão ligados á melhor qualidade de vida e resiliência em diversos tipos de pacientes, incluindo os idosos. Objetivo: O estudo objetivou analisar os impactos da espiritualidade na saúde do idoso. Metodologia: A pesquisa caracterizou-se como estudo de campo, de caráter descritivo e com análise quanti-qualitativa realizado na Clínica Escola de Fisioterapia do Unipê com 10 idosos, designados por conveniência, conforme os critérios de inclusão. Foi aplicado um roteiro de entrevista semiestruturada com informações gerais sobre os indivíduos (dados sociodemográficos, clínicos e assistenciais e espirituais/religiosos), as falas foram analisadas mediante o discurso, transcrição, conforme o roteiro, selecionando temáticas elucidadas pelos idosos. Nos dados quantitativos exibiu-se os resultados em forma de gráficos e tabelas. Resultados: Os pesquisados foram identificados por descritores numéricos (I1, I2...). Na amostra obteve-se 50% de idosos de ambos os sexos, entre 65 e 82 anos, sendo 60% deles casados, 40% analfabetos, 50% com sequela de AVE, 70% são católicos, 70% praticavam cultos domésticos. Viu-se que a espiritualidade apesar de ser pouco utilizada pelos discentes de Fisioterapia no cuidado aos idosos, é valorizada pelos idosos e que estes a utiliza individualmente dentro de suas práticas religiosas. Conclusão: A espiritualidade possui impacto positivo proporcionando a sensação de bem-estar, alívio de dor e sofrimento, proteção aos idosos. Sendo assim, esta dimensão deve ser incentivada pelos profissionais de saúde na abordagem com o idoso.

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


A revista Cadernos de Educação, Saúde e Fisioterapia foi avaliada como B2 na área de Ensino, B3 na área de Serviço Social, B4 nas áreas de Saúde Coletiva, Interdisciplinar, Enfermagem e Educação Física e B5 na área de Medicina II e Arquitetura, Urbanismo e Design no QUALIS/CAPES - Quadriênio 2013-2016.