NÍVEL DE ATIVIDADE FÍSICA DE GESTANTES EM DIFERENTES TRIMESTRES

Camila Bueno Brasil, Raciele Ivandra Guarda Korelo, Rubneide Barreto Silva Gallo

Resumo


Introdução: A prática de atividade física na gestação não tem sido muito controlada na sociedade atualmente, principalmente no que se refere aos tipos de exercícios que são indicados e quais são as contraindicações destes para essa população e para muitos profissionais da saúde, incluindo o fisioterapeuta. Objetivo: Verificar o nível de atividade física de gestantes de diferentes trimestres de uma maternidade em Curitiba/PR. Metodologia: Este é um estudo transversal de caráter analítico, aprovado pelo CEP/HCUFPR nº 1.674.698, realizado na Maternidade Victor Ferreira do Amaral uma instituição vinculada ao complexo Hospital das Clínicas da Universidade Federal do Paraná. Os dados da pesquisa foram obtidos através de 91 gestantes admitidas na maternidade, que concordaram em participar da pesquisa e assinaram o termo de consentimento livre e esclarecido, após isso, as gestantes foram convidadas a responder o Questionário de Atividade Física para Gestantes - QAFG, de forma individual. Resultados: Foram convidadas a participar da pesquisa 102 gestantes, 3 foram excluídas pois não responderam o questionário corretamente, e 8 pois não quiseram responder o questionário, totalizando 91 gestantes ao final, destas, 1,09% era do primeiro trimestre, 27,4% eram do segundo trimestre, e 61,5% eram do terceiro trimestre de gestação (9,8% de dados ausentes), quanto as características demográficas das mulheres estudadas a média de idade foi 26,7 anos, ganho de peso médio na gestação de 9,1kg; 60,4% era da raça branca,47,3% casada, 40,7% tinham ensino médio completo, 53,8% afirmavam ser sedentárias, 11,6% iniciaram algum tipo de atividade física na gestação, 50,5% das mulheres eram primigestas. Somente uma participante era do primeiro trimestre, por isso, foi excluída da análise estatística, ficando somente a relação entre as mulheres do segundo e do terceiro trimestre. Quanto ao nível de atividade física foi visto que não houve diferenças significativas entre os trimestres, a maioria realizavam mais atividades sedentárias (27,4 ± 24,9 / 29,2 ± 25, segundo e terceiro trimestres respectivamente), e com relação ao tipo de atividade mais feita pelas mulheres foi a ocupação (37,5 ± 51,5 / 38,4 ± 52,3), seguida por atividades de lazer (13,3 ± 10,9 / 14,0 ± 10,3) os valores obtidos nesta pesquisa estão em Metabolic Equivalent Tasks (MET's), que correspondem a taxa metabólica equivalente as atividades analisadas pelo questionário. Conclusão: O nível de atividade física das gestantes analisadas é sedentário, e a maior parte das atividades que elas realizam são ocupacionais, ademais, é necessária uma maior conscientização da população de gestantes quanto aos benefícios, a frequência e o tipo de atividade física que a mesma pode e deve realizar.

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


A revista Cadernos de Educação, Saúde e Fisioterapia foi avaliada como B2 na área de Ensino, B3 na área de Serviço Social, B4 nas áreas de Saúde Coletiva, Interdisciplinar, Enfermagem e Educação Física e B5 na área de Medicina II e Arquitetura, Urbanismo e Design no QUALIS/CAPES - Quadriênio 2013-2016.