PERFIL DE PACIENTES AMPUTADOS ATENDIDOS EM UM SERVIÇO DE REABILITAÇÃO FÍSICA NA REGIÃO DOS VALES DO RS

Angela Cristina Ferreira da Silva, Lisiane Lisboa Carvalho, Rafael Kniphoff da Silva, Gabriella Moraes Jungblut, Nathalie da Costa, Sérgio Junior Zonta

Resumo


Introdução: O termo amputação é a retirada, geralmente cirúrgica, total ou parcial de um membro. A maior incidência é de membros inferiores que representam um impacto socioeconômico, da socialização e, consequentemente, da qualidade de vida, constituindo-se numa das mais devastadoras complicações da doença crônica degenerativa. São indicadas nos casos de doenças, malformações, traumas e infecções graves. Objetivo: Traçar um perfil dessa população analisando as causas de amputação, faixa etária, sexo e membros afetados. Metodologia: Foi realizado um estudo retrospectivo no cadastro de 245 pacientes amputados atendidos entre janeiro de 2015 a dezembro de 2017 no Serviço de Reabilitação Física (SRFis) realizado na Clínica de Fisioterapia da Universidade de Santa Cruz do Sul - UNISC, que oferece serviço de dispensação de órteses e próteses além da reabilitação físico funcional para a comunidade local e também para 68 municípios da Região dos Vales do Rio Pardo, Taquari e Jacuí, no estado do Rio Grande do Sul. Resultados: Os dados analisados mostram que as causas foram vasculares (21,2%), acidentes motociclísticos (16,7%), acidentes de trabalho (15,9%), diabetes (12,6%), acidentes automobilísticos/atropelamentos (6,9%), trauma/outros acidentes (6,5%), infecções (6,5%), neoplasias (4%), ausência congênita (2%), úlcera (1,6%), necrose arterial (0,4%), tabagismo (0,4%) e motivo não especificado (4,9%). O sexo masculino representa 76,3% dos casos. O número de pacientes por faixa etária foi de crianças de 0 a 15 anos de idade (5,7%), jovens de 16 a 29 anos (19,1%), adultos de 30 a 59 (47,3%) e idosos acima de 60 anos (27,7%). Entre as amputações, 90,6% foram em membro inferior e 9,4% em membro superior. Conclusão: O grupo de amputados do SRFis - UNISC é composto, em sua maioria, por pacientes do sexo masculino, as principais causas de amputação são vasculares, acidentes motociclísticos, acidentes de trabalho e diabetes, a maior incidência ocorre na faixa etária adulta e a amputação de membros inferiores predomina.

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


A revista Cadernos de Educação, Saúde e Fisioterapia foi avaliada como B2 na área de Ensino, B3 na área de Serviço Social, B4 nas áreas de Saúde Coletiva, Interdisciplinar, Enfermagem e Educação Física e B5 na área de Medicina II e Arquitetura, Urbanismo e Design no QUALIS/CAPES - Quadriênio 2013-2016.