A REDE DE CUIDADO DE CARDIOLOGIA PEDIÁTRICA PB/PE UM IMPORTANTE ELO NA FORMAÇÃO DE PROFISSIONAIS DE SAÚDE

Cristina katya Torres Teixeira Mendes, Iara Medeiros de Araújo, Eliane Araújo de Oliveira, Claúdio Teixera Regis, Renata Gregório Silva Gomes, Juliana Sousa Soares de Araújo, Sandra da Silva Mattos

Resumo


INTRODUÇÃO: As cardiopatias congênitas acometem 8 a 10 para cada 1000 bebês nascidos vivos e são responsáveis por muitos abortamentos espontâneos. O diagnóstico tardio leva a deterioração clínica destas crianças que muitas vezes morrem sem sequer ter o seu diagnóstico estabelecido. Na Paraíba até 2010 não havia nenhum programa estruturado de cardiologia pediátrica clínica ou cirúrgico; muito poucos profissionais especializados e nenhum treinamento básico para profissionais de outras especialidades como neonatologia ou fisioterapia. Por este motivo definiu-se criar uma REDE entre a equipe de cardiologia pediátrica do Círculo do Coração de Pernambuco e os profissionais da Paraíba para trabalhar em programas de triagem de cardiopatias e assistência clínico-cirúrgica para estes pacientes. Objetivo: inserir os alunos da graduação da área da saúde da Universidade Federal da Paraíba na Rede de Cuidado de Cardiologia Pediátrica (RCCP) PB/PE. DESCRIÇÃO DA EXPERIÊNCIA: A RCCP PB/PE trata-se de um estudo multicêntrico que utiliza estratégias para a construção e uma rede de cuidado em cardiologia pediátrica. Nesta Rede ocorrem atividades de abordagem de intervenção para diminuir a incidência de diagnóstico tardio de cardiopatia congênita e construir estratégia para integrar a assistência a esta população. Para isso se desenvolve oximetria de pulso em todos os nascidos vivos e o Ecocardiograma de triagem realizado pelo neonatologista supervisionado por cardiologista, nas unidades participantes desta rede de cardiologia pediátrica no estado da Paraíba. Esta rede é composta por 13 maternidades públicas e um hospital de pediatria distribuídos ao longo de todo o Estado. Implantada em outubro de 2011 com o intuito de estabelecer a assistência em cardiologia pediátrica no estado da Paraíba tem a telemedicina como uma das ferramentas para a interligação entre as unidades. As atividades dos alunos estão atreladas a maternidade de nível I e ao centro de referência em cardiologia pediátrica. Todas as atividades são avaliadas pelos preceptores responsáveis por cada instituição participante do círculo e através da performance nas atividades teóricas semanais. Esta atividade contempla a apresentação do estudo de caso realizado por cada estudante, os mesmo também capacitam e são capacitados na assistência e na realização de uma triagem de cardiopatias em pediatria. IMPACTOS: A RCCP PB/PE está consolidada desde 2011 e apresenta resultados interessantes na área de cardiologia pediátrica, na área de neonatologia e na saúde pública. Mostra integração entre ensino, pesquisa e extensão com participação de estudantes de pós-graduação e graduação de cursos da saúde como medicina, enfermagem e fisioterapia. As atividades beneficiam crianças nascidas nas maiores maternidades públicas do estado inclui a assistência de crianças cardiopatas que não tinham acesso aos especialistas pela escassez destes nacionalmente. CONSIDERAÇÕES FINAIS: Conclui-se que este trabalho visa sistematizar as práticas desenvolvidas e as contribuições da RCCP PB/PE na formação profissional em saúde. Esta rede vem como uma importante atividade e experiência para estudantes da graduação de saúde na atuação da assistência e também de cuidado da gestão fazendo parte da construção de uma rede de assistência que associa a atenção básica, a média e a alta complexidade de forma integralizada e de qualidade.

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


A revista Cadernos de Educação, Saúde e Fisioterapia foi avaliada como B2 na área de Ensino, B3 na área de Serviço Social, B4 nas áreas de Saúde Coletiva, Interdisciplinar, Enfermagem e Educação Física e B5 na área de Medicina II e Arquitetura, Urbanismo e Design no QUALIS/CAPES - Quadriênio 2013-2016.