ESTÁGIO SUPERVISIONADO EM GERIATRIA E SAÚDE PÚBLICA: UMA VISÃO DIFERENCIADA DA FISIOTERAPIA NO ENVELHECER

Bruna Araújo de Matos, Bruna da Silva Sousa, Renan Fangel

Resumo


Introdução: Com a inversão da pirâmide populacional houve um aumento da expectativa de vida e consequentemente aumento das doenças crônicas e das incapacidades na realização das atividades de vida diária. O aumento da faixa etária apresenta impactos em todos os sistemas corporais principalmente o musculoesquelético, essas alterações podem ser estagnadas ou melhoradas com a realização da fisioterapia. Descrição: O atendimento fisioterapêutico na área de geriatria e gerontologia necessita de objetivos relacionados a manutenção e a reabilitação de achados fisioterapêuticos, entretanto, idosos institucionalizados apresentam peculiaridades em comparação a idosos que se deslocam para o atendimento fisioterapêutico. A dificuldade de atendimento ocorre pela interação entre a equipe e os momentos dos idosos, principalmente pela instituição possuir horários e atividades predeterminadas, entretanto, levando em consideração a experiencia e paciência apresentada pela preceptora, foram realizados dinâmicas que envolviam uso de músicas, atividades lúdicas e cognitivas, exercícios de fortalecimento, alongamento, treino de marchas e transferências proporcionou maior adesão dos pacientes ao atendimento, tendo em vista que muitos relataram recordar memorias de longo prazo, e sentiram-se mais estimulados a realizar diferentes exercícios fisioterapêuticos sem que houvesse uma mecanização do atendimento. Tendo em vista a alta adesão, a equipe de cuidadores e enfermagem modificaram os horários do banho e realização do curativo dos pacientes para que não atrapalhasse o atendimento fisioterapêutico, sendo observado uma melhora gradual no desempenho das atividades de vida diária dos idosos que realizam fisioterapia, evitando que os mesmos apresentem comprometimentos que causem imobilismo. Impactos: Apresentar a experiencia do estágio supervisionado em Geriatria e saúde Pública realizando atendimento com idosos institucionalizados. Considerações: O estágio com idosos institucionalizados apresenta dificuldades que podem ser atenuadas com influencia e experiencia do preceptor da área, de forma que o uso de dinâmicas que envolvam diferentes objetivos fisioterapêuticos pode impactar positivamente na aceitação dos pacientes ao atendimento fisioterapêutico.

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


A revista Cadernos de Educação, Saúde e Fisioterapia foi avaliada como B2 na área de Ensino, B3 na área de Serviço Social, B4 nas áreas de Saúde Coletiva, Interdisciplinar, Enfermagem e Educação Física e B5 na área de Medicina II e Arquitetura, Urbanismo e Design no QUALIS/CAPES - Quadriênio 2013-2016.