ATUAÇÃO DE GRADUANDOS DE FISIOTERAPIA NO PROGRAMA HIPERDIA EM LAGARTO-SE

Aline Gonçalves Santos Viana, Caroline Souza Santos, David Mendonça Santos, Heloysa Morganna de Lima Marinho, Karolina Bomfim Silveira, Jacyara Silva Silveira, Lynn Karol Leal Santos, Guilherme Rodrigues Barbosa

Resumo


INTRODUÇÃO: A Universidade Federal de Sergipe- Campus Lagarto adota em uma de suas subunidades de aprendizagem a problematização. Assim, as Práticas de Ensino na Comunidade (PEC) tem como base para o desenvolvimento das ações o "Método do Arco de Charles Maguerez", dividido em cinco passos para chegar à identificação de um determinado problema e possível solução para o mesmo: observação da realidade, identificação de pontos - chave, teorização, hipóteses de solução e aplicação à realidade. A PEC oportuniza conhecer o Sistema Único de Saúde (SUS), vivenciá-lo na interação com a comunidade e associar teoria e prática no processo ensino-aprendizagem. DESCRIÇÃO DA EXPERIÊNCIA: O grupo de PEC identificou na comunidade de atuação problemas referentes à hipertensão arterial sistêmica e elaborou ações voltadas para prevenção e controle desta condição crônica. Uma das estratégias de ação ocorreu juntamente com a equipe de saúde da família associada ao programa Hiperdia, do Ministério da Saúde. Após serem atendidos pela enfermeira, os pacientes seguiam para sala preparada pelos discentes para o desenvolvimento da ação. No primeiro momento foi apresentado o tema em questão e numa roda de conversa sobre alimentação saudável foram apresentadas figuras de alimentos, na qual os participantes identificavam quais destes eram saudáveis ou não para que depois em um quadro fossem separados alimentos saudáveis dos não saudáveis. Posteriormente foi feita uma atividade sobre percepção corporal com o auxílio de bexigas, sendo que os participantes estouravam uma bola que continha uma frase dizendo o que deveria ser feito por eles, como: abraçar quem estivesse ao lado ou massageá-lo. Por fim, foram demonstradas maneiras de executar auto - alongamento corporal. Nesse momento foram feitas orientações a respeito da importância da atividade física, sendo o alongamento corporal uma atividade simples que pode ser facilmente reproduzida no cotidiano. IMPACTOS: Foi possível para os participantes aprenderem sobre os riscos de uma alimentação inadequada com alimentos ricos em gordura e sal e a importância de manter a boa alimentação, assim como a importância da auto - percepção corporal, para identificação de possíveis sinais e sintomas de alteração da pressão arterial. O auto - alongamento teve por objetivo estimular a atividade física de forma simples, para que esta pudesse ser reproduzida em casa no dia a dia dos participantes. No encerramento da ação também foi possível identificar impactos pelos depoimentos dos participantes, pois estes relataram o interesse pelo assunto e o quanto estavam satisfeitos pelo que aprenderam na ação. CONSIDERAÇÕES FINAIS: O conjunto das atividades propostas e aprendidas nesta ação buscou estimular formas de controlar a pressão arterial sistêmica e a melhora na qualidade de vida dos usuários atendidos pelo programa Hiperdia, destacando a participação de discentes de fisioterapia em ações que integram "ensino-serviço-comunidade" através do uso de uma metodologia ativa de ensino-aprendizagem, formando um profissional mais atento e proativo diante de possíveis situações cotidianas da vida profissional, além de evidenciar o papel da Fisioterapia na atenção básica à saúde.

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


A revista Cadernos de Educação, Saúde e Fisioterapia foi avaliada como B2 na área de Ensino, B3 na área de Serviço Social, B4 nas áreas de Saúde Coletiva, Interdisciplinar, Enfermagem e Educação Física e B5 na área de Medicina II e Arquitetura, Urbanismo e Design no QUALIS/CAPES - Quadriênio 2013-2016.