VIVÊNCIA DOS DISCENTES NO ESTÁGIO CURRICULAR INTEGRADO NA ESTRATÉGIA DE SAÚDE DA FAMÍLIA DE UM CURSO DE GRADUAÇÃO EM FISIOTERAPIA DA REGIÃO SUDESTE

Andréa Serra Graniço, Ana Carolina Gomes Martins, Gisele de Araújo Padilha Cavalcanti de Albuquerque, Vinícius Baltar de Araújo, Alaine Paula Lopes da Silva, Giselle Machado Portela Demani, Sarah Barbosa da Cruz, Natália da Silva Ribeiro

Resumo


Introdução: Segundo nosso Código de Ética e Deontologia, o fisioterapeuta presta assistência ao ser humano, tanto no plano individual quanto coletivo, participando da promoção da saúde, prevenção de agravos, tratamento e recuperação da saúde e cuidados paliativos, sempre tendo em vista a qualidade de vida, sem discriminação de qualquer forma ou pretexto".Para isso, torna-se imprescindível, a inserção dos discentes em cenários de prática que propiciem o planejamento e execução de ações de promoção de saúde e prevenção de doenças Descrição: No último ano do curso, os discentes realizam o estágio curricular na Estratégia de Saúde da Família (ESF). Como atividade, desenvolveram encontros com grupos de hiperdia, puericultura e gestantes; além dos atendimentos domiciliares, que representam um grande desafio, já que é necessário adaptar todas as abordagens ao contexto socioeconômico e cognitivo da população atendida.Durante uma discussão sobre a importância do brincar para o desenvolvimento cognitivo, motor e para o convívio social de crianças, surgiu a ideia de promover uma ação para promoção da saúde física e mental de crianças e adolescentes. Como instrumento de trabalho, foi utilizada a psicomotricidade e algumas brincadeiras em grupo que promovem uma boa interação entre as crianças. As ações tiveram uma grande adesão da comunidade e da equipe. Impactos: Segundo relato dos discentes, sempre fomos bem recepcionados nas casas, a comunidade vê nosso trabalho com muito carinho e valoriza bastante nossas ações. Essa valorização nos motiva a continuar o trabalho que vem sendo desenvolvido, e embora tenhamos dificuldades e desafios, as ações realizadas contribuíram para nossa formação e promoção de saúde da comunidade". "A vivência e experiência pessoal teve um valor imensurável. Jamais esperava que seria tão rico esse contato com a comunidade. Me fez ter um olhar mais cuidadoso".Sobre as ações desenvolvidas: "As ações realizadas pela fisioterapia na ESF, possuem importante relevância para a saúde coletiva, pois contribuem para a reflexão, o entendimento e o aprendizado da população sobre seu estado de saúde, cuidados, tratamentos e medidas preventivas. É muito importante também para que os profissionais de saúde interajam mais com a comunidade"." Considerações: A inserção do fisioterapeuta e dos discentes na ESF é muito importante e produtiva. A utilização da psicomotricidade como ferramenta de atuação do fisioterapeuta na promoção e saúde biopsicossocial foi muito eficaz, prazerosa e motivadora. Além de ser uma abordagem diferente na promoção da saúde da criança e do adolescente.

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


A revista Cadernos de Educação, Saúde e Fisioterapia foi avaliada como B2 na área de Ensino, B3 na área de Serviço Social, B4 nas áreas de Saúde Coletiva, Interdisciplinar, Enfermagem e Educação Física e B5 na área de Medicina II e Arquitetura, Urbanismo e Design no QUALIS/CAPES - Quadriênio 2013-2016.