1ª JORNADA MATEENSE DE FISIOTERAPIA: A ACADEMIA CHEGA AO CENÁRIO DE PRÁTICA PROFISSIONAL

José Roberto Gonçalves de Abreuthiago Rodrigu Altoé

Resumo


Introdução: Este trabalho relata a experiência da 1ª Jornada Mateense de Fisioterapia Hospitalar. O evento foi promovido pelo Colegiado do Curso de Fisioterapia da Faculdade Vale do Cricaré, cidade de São Mateus - ES e realizado no dia 21 de abril de 2018 no auditório de um Hospital privado. Sabemos que as possibilidades de atuação do Fisioterapeuta crescem e uma ampla e diversificada formação só pode ser alcançada a partir de múltiplas dimensões, pois, como afirmam Almeida & Guimarães (2009, p. 2), O lugar social é construído pelos fisioterapeutas por suas práticas, que carregam significados relacionados com a forma de compreender a sociedade, com sua visão de saúde, com as relações de poder estabelecidas no seu espaço".Dentre todos os estabelecimentos de saúde, as instituições hospitalares estão entre aquelas que mais empregam e valoriza a presença do fisioterapeuta (QUEIROZ SANTOS, 2013). Percebe-se, no entanto, em cidades do interior, uma visão limitada do campo de atuação profissional. Dessa forma, debatemos a Fisioterapia Hospitalar e suas especificidades, de uma forma introdutória, e com fundamentação técnica e científica." Descrição: A disciplina proponente foi o Seminário Articulador de Conhecimentos - SAC". Buscou-se integrar as disciplinas Filosofia e Saúde, Bases Morfofuncionais dos Sistemas I, Bases Biológicas da Fisioterapia, Recursos Fisioterapêuticos I, Metodologia do Trabalho Científico e História e Fundamentos da Fisioterapia, buscando trazer uma visão indissociável que se deseja na formação do Fisioterapeuta. A disciplina tem, em eventos como este, a oportunidade de vivenciar algumas possibilidades de atuação do Fisioterapeuta. A Jornada contemplou 82 acadêmicos e 12 profissionais, que participaram entre 08h00 às 17h00. Por sua proposta introdutória, foi marcada por uma linguagem bem acessível e com apresentação por painéis. Os palestrantes abordaram diferentes temáticas por 50 minutos, finalizando com um bloco de perguntas dos participantes. Painéis:1 - A importância do Fisioterapeuta na Instituição Hospitalar2 - Vivência Hospitalar e a interdisciplinaridade como chave do processo.3 - Fisioterapia e os cuidados com idoso internado.4 - Ética, Deontologia, Semiologia e Semiotécnica nas práticas hospitalares.5 - Evolução em Fisioterapia6 - Mobilização precoce: ênfase em transferências posturais.7 - Atendimento Fisioterapêutico em Pediatria e UTIN." Impactos: Os impactos podem ser aferidos de natureza acadêmica, técnica e social. Do ponto de vista acadêmico, oportunizou aos alunos uma vivência importante da Fisioterapia, colocando-os diante de temáticas relevantes para a sua construção profissional, tais como especializações e, práticas interdisciplinares. Na parte técnica, tivemos 12 fisioterapeutas presentes no evento, que puderam trocar experiências e se atualizarem. Do ponto de vista social, foi importante para a Fisioterapia ser o foco das discussões na cidade, por meio da mídia local e dos estabelecimentos de saúde que tiveram a Jornada como assunto mais relevante do período. Considerações: A Jornada amadurecerá junto com o curso. Ocorrerá anualmente, sempre no início do ano letivo e a cada ano ampliando o seu enfoque, não descartando a sua evolução para conceitos de um evento maior e com a participação de outras Instituições de Ensino.

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


A revista Cadernos de Educação, Saúde e Fisioterapia foi avaliada como B2 na área de Ensino, B3 na área de Serviço Social, B4 nas áreas de Saúde Coletiva, Interdisciplinar, Enfermagem e Educação Física e B5 na área de Medicina II e Arquitetura, Urbanismo e Design no QUALIS/CAPES - Quadriênio 2013-2016.