FISIOTERAPIA NA REABILITAÇÃO DE TENDINOPATIA DO CALCÂNEO: UMA REVISÃO

Aurea Gabriela Pereira Rodrigues, Gabriel Gomes Vilar de Sousa, Werena Lisboa de Jesus, Suellen Alessandra Soares de Moraes

Resumo


A tendinopatia do calcâneo (TC) é uma condição dolorosa e disfuncional, recorrente em indivíduos ativos e sedentários. A etiologia da TC é incerta, e tratamentos clínicos nem sempre são eficazes, o que merece atenção da comunidade científica quanto ao emprego racional de recursos terapêuticos com melhor evidência científica. A presente revisão objetivou descrever as principais abordagens fisioterapêuticas aplicadas no tratamento da TC. A busca dos artigos foi realizada entre janeiro e outubro de 2018 nas bases de dados PubMed, PEDro, Bireme e Cochrane Controlled Trial Register, limitada aos últimos cinco anos. Foram consideradas para esta revisão os artigos disponíveis na íntegra, em inglês, com Qualis de A1 até B2 na área de avaliação 21, e que utilizassem a fisioterapia como intervenção terapêutica. Foram excluídos artigos de metanálise e aqueles associados a mais de um tipo de intervenção sem os devidos controles. De 4.198 artigos, apenas 18 foram elegíveis, sendo 12 estudos experimentais em modelo animal e 6 ensaios clínicos. Os estudos experimentais mostraram vantagens na redução da dor e inflamação ao usar a fotobiomodulação como terapia única, bem como associado a outras terapias. Já a estimulação mecânica e a mobilização tecidual foram vantajosas quanto às propriedades biomecânicas e histológicas dos tendões lesionados. Nos ensaios clínicos, foram observadas melhorias nos escores de dor, mobilidade, função e força muscular em todas as abordagens terapêuticas, embora o exercício terapêutico excêntrico seja a abordagem mais recorrente. As abordagens fisioterapêuticas para o tratamento da TC com melhor evidência científica compreendem a fotobiomodulação e a estimulação mecânica por mobilizações e exercícios, sendo fortemente recomendadas para a prática clínica.


Palavras-chave


Tendinopatia; Tendão calcâneo; Fisioterapia; Reabilitação.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.18310/2358-8306.v8n17.a14

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


A revista Cadernos de Educação, Saúde e Fisioterapia foi avaliada como B2 na área de Ensino, B3 na área de Serviço Social, B4 nas áreas de Saúde Coletiva, Interdisciplinar, Enfermagem e Educação Física e B5 na área de Medicina II e Arquitetura, Urbanismo e Design no QUALIS/CAPES - Quadriênio 2013-2016.