PRINCIPAIS DESAFIOS NA PACTUAÇÃO DOS CENÁRIOS DE ESTÁGIOS SUPERVIVISIONADOS NO CURSO DE FISIOTERAPIA

Ana Maria Delgado Santos, Gisele Barros Soares, Annuska Vieira da Fonseca, Veruschka Ramalho Araruna, Adriana Nascimento Gomes, Mírian Lúcia da Nóbrega Carneiro, Maria Elma de Souza Maciel Soares, Iza Neves de Araújo Nascimento

Resumo


INTRODUÇÃO: O estágio supervisionado é componente curricular obrigatório para integração das disciplinas profissionalizantes do curso de fisioterapia norteadas pelas Diretrizes curriculares. Suas atividades práticas estão fundamentadas nas legislações referentes ao estágio curricular nas resoluções do COFFITO. Entretanto, para que haja prática é preciso campos de estágios e as pactuações, algumas vezes, são difíceis de ser conquistadas. DESCRIÇÃO DA EXPERIÊNCIA: No fim de cada semestre, a coordenadora de estágio organiza um fluxograma dos campos de prática supervisionada. São selecionados os campos de estágio, a distribuição dos alunos em cada cenário de prática, o processo de rodízio de acordo com a carga horária do componente curricular, os turnos e os docentes responsáveis. Posteriormente, a coordenadora do curso avalia e pontua algumas modificações e logo em seguida, encaminha para a coordenadora de estágios da instituição de ensino para apreciação. Depois de aprovado, a coordenadora de estágio busca os núcleos de pactuações de cada órgão público que realiza parceria com a instituição de ensino superior. IMPACTOS: Dentre as principais dificuldades pode-se destacar: a restrição do número de alunos nas unidades, o grande número de alunos de outras instituições de ensino compartilhando o mesmo espaço físico e algumas instituições que não apresentam estrutura física apropriada para receber os discentes e docentes. CONSIDERAÇÕES FINAIS: A tarefa de pactuar estágios ainda pode ser um desafio como também, restrita na grande maioria dos cenários de prática, mas no que compete à equipe de coordenadores de estágio e de cursos não medirão esforços para buscar estratégias que levarão a melhorias das pactuações de cenários de estágios.

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


A revista Cadernos de Educação, Saúde e Fisioterapia foi avaliada como B2 na área de Ensino, B3 na área de Serviço Social, B4 nas áreas de Saúde Coletiva, Interdisciplinar, Enfermagem e Educação Física e B5 na área de Medicina II e Arquitetura, Urbanismo e Design no QUALIS/CAPES - Quadriênio 2013-2016.