ACADÊMICOS ESTAGIÁRIOS EM SAÚDE COLETIVA: A TUTORIA DE SEUS PARES E A PRATICA DA BIOÉTICA DA PROTEÇÃO EM SAÚDE PARA O CUIDADO CENTRADO NA PESSOA COM DOENÇA CRÔNICA

Hellen Marisco Brollo, Gabriela Hauenstein, Mayandra Aquino Moreira, Natalia Adriane Lanius, Nathália Arnoldi Silveira, Mylena Stefany Silva dos Anjos, Themis Goretti Moreira Leal de Carvalho

Resumo


Introdução: A Estratégia de Saúde da Família é um cenário no qual a participação do acadêmico da Fisioterapia tem papel fundamental na construção da saúde e da educação das famílias com doença crônica. A prática da tutoria entre pares é um caminho que facilita o processo de aprendizagem, permite de forma sistemática o planejamento das ações, resolvendo problemas que possam ocorrer durante o processo. Descrição: Este relato de experiência tem como atores acadêmicos do 8º semestre do curso de Fisioterapia, estagiários em Saúde Coletiva (33 alunos), que fizeram a tutoria dos alunos do 4º semestre (31 alunos), disciplina de Bioética, e trabalharam com a comunidade cadastrada na ESF Acelino Flores, município de Cruz Alta/RS. O foco da atividade foi a visão da bioética centrada na pessoa, explorando a doença e sua experiência, entendendo a pessoa como um todo, elaborando um plano conjunto de manejo dos problemas e incorporando prevenção e promoção à saúde. Participaram 79 famílias, nas quais o critério de inclusão era ter alguma patologia crônica. Através de visitas domiciliares, juntamente com os Agentes Comunitários de Saúde, os acadêmicos avaliaram os pacientes, compreendendo sua realidade para após refletirem e construírem atividades capazes de levar mais saúde. As principais patologias crônicas encontradas foras: hipertensão arterial sistêmica, diabetes, osteoartrose, doenças na coluna, obesidade. Impactos: Este projeto trouxe para os acadêmicos diversos aprendizados que serão levados por toda a vida, pois pôde-se entender os pacientes como um todo, tendo contato com eles, dialogando e vendo o quanto nós fisioterapeutas somos importantes em suas vidas, evidenciando a relação entre paciente e fisioterapeuta. Portanto, o maior impacto que se pode observar neste projeto é como a fisioterapia proporcionou aumento na qualidade de vida desses pacientes com doenças crônicas, diminuindo os sintomas e melhorando a saúde geral. Também foi significativo o impacto do trabalho em conjunto com acadêmicos tutores e acadêmicos tutorados, com envolvimento em todas as atividades, de forma continua e menos formal, construindo ações de forma mais eficaz e imediata. Considerações: Dessa forma, conclui-se que as atividades realizadas neste projeto têm contribuído para a melhora da saúde física, mental e espiritual, elevando a qualidade de vida das famílias e promovendo o bem-estar. Isso se deve principalmente ao fato de haver diálogo, troca entre os saberes científico e popular, ensino e aprendizagem de ambos os envolvidos, gerando motivação na perspectiva de um compromisso à saúde junto à comunidade, através do cuidado integral, unindo e ampliando as estratégias de promoção, prevenção e proteção à saúde.

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


A revista Cadernos de Educação, Saúde e Fisioterapia foi avaliada como B2 na área de Ensino, B3 na área de Serviço Social, B4 nas áreas de Saúde Coletiva, Interdisciplinar, Enfermagem e Educação Física e B5 na área de Medicina II e Arquitetura, Urbanismo e Design no QUALIS/CAPES - Quadriênio 2013-2016.