PET-INTERPROFISSIONALIDADE E SEU IMPACTO NA GRADUAÇÃO EM SAÚDE: UM RELATO DE EXPERIÊNCIA

Alessandra Miranda Ferres, Isabelle Gadiolli Verzola, Maria Carolina Pereira e Silva, Gracielle Pampolim

Resumo


Introdução: O mercado profissional e educacional exige mudanças a todo momento, afim de multiplicar conhecimento e selecionar o que há de melhor visando o bem-estar populacional. Assim sendo, para a conquista da excelência na área da saúde é necessário que o início seja através formação profissional com base na educação interprofissional, englobando um encontro entre diferentes profissões, discussão e a formação de projetos ou intervenções em coletivo. Deste modo, para um bom funcionamento do trabalho em equipe é necessário que a rede operacional tenha maior enfoque no sujeito e não em sua doença isolada, abrangendo os determinantes sociais e atuando em rede interprofissional. Objetivo: Descrever a experiência de alunas do curso de fisioterapia no Programa de Ensino pelo Trabalho para a Saúde - PET-Saúde Interprofissionalidade, com enfoque no trabalho interprofissional na área da saúde. Descrição: O PET-Interprofissionalidade da EMESCAM tem como foco a inserção de acadêmicos da área da saúde para trabalhar em unidades de saúde da família e na maternidade, em conjunto com os profissionais atuantes do serviço de saúde e também dos usuários, afim de contribuir para as necessidades desses locais e também propiciar o crescimento pessoal, além do adequado olhar e acolhimento do estudante para com o paciente. O programa baseia-se em proporcionar um convívio interprofissional e consequente conhecimento e respeito entre as diversas profissões, beneficiando tanto na graduação quando na atualização profissional, permitindo aos usuários uma experiência de cuidado mais abrangente e, consequentemente, mais qualificada. No decorrer do projeto foi possível observar inicialmente uma visão pouco apurada tanto por parte dos estudantes quanto dos profissionais acerca do que a profissão de cada participante do Programa abrangia. No decorrer do processo de aprendizado, a colaboração foi tornando-se mais ampla e eficaz, possibilitando a experiência dos alunos não só na visão clínica e prática, mas também no âmbito administrativo, de pesquisa, na formulação de projetos e ações e na amplificação do círculo de amizade e trabalho, contribuindo para a troca diária de saberes e quebra de barreiras. Impactos: A experiência relatada permitiu às estudantes de fisioterapia em questão uma visão e um aprendizado voltado para a atuação interprofissional, tendo como foco o contato entre diferentes profissões e usuários através de abordagens diversas, obtendo como resultante uma abordagem profissional mais apurada e uma experiência acadêmica diferenciada para o seu crescimento tanto pessoal quanto profissional. Considerações: A inserção precoce do acadêmico de fisioterapia no trabalho com enfoque interprofissional, conhecendo e respeitando os colegas de trabalho, atuando em equipe, conhecendo a realidade das unidades de saúde, e principalmente vivenciando a interprofissionalidade na prática, representa um marco importante na formação deste, pois propicia a oportunidade de visualizar a importância de cada profissão, e do trabalho em conjunto em prol de um mesmo foco: a saúde e o bem-estar do paciente.

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


A revista Cadernos de Educação, Saúde e Fisioterapia foi avaliada como B2 na área de Ensino, B3 na área de Serviço Social, B4 nas áreas de Saúde Coletiva, Interdisciplinar, Enfermagem e Educação Física e B5 na área de Medicina II e Arquitetura, Urbanismo e Design no QUALIS/CAPES - Quadriênio 2013-2016.