PROJETO CARTILHA DE HÁBITOS SAUDÁVEIS: RELATO DE EXPERIÊNCIA

Helda Lemes da Silva Souza, Laura Beatriz Araújo Ferreira, Thalia Francisca Martins, Tiago Henrique Souza Nobre, Ariane Hidalgo Mansano Pletsch, Maria Amélia Nascimento Braga Gonçalves

Resumo


Introdução: Hábitos saudáveis englobam inúmeros aspectos da subsistência humana, suscitando alterações fisiológicas no corpo e na mente. O projeto de propagação informativa, por intermédio de cartilhas detentoras da temática de hábitos saudáveis, teve o intuito de fomentar o bem-estar visando a elucidação em saúde concomitante ao aprimoramento da qualidade de vida dos pacientes. Descrição: O projeto de cartilha foi executado com os pacientes situados no âmbito de espera da clínica de fisioterapia, enquanto momentaneamente aguardavam consulta. O sexto período do curso de fisioterapia matutino, que tiveram a disciplina de Fisioterapia na Saúde do Adulto na Atenção Primária, foram os selecionados para esta atividade, os quais foram supervisionados por um docente. Foi proposto aos acadêmicos que elaborassem uma cartilha com o tema hábitos saudáveis e o critério foi para que a informação nela presente fosse coerente com a temática e de fácil compreensão. O total de 20 acadêmicos foram divididos em 5 grupos composto por 4 alunos cada, e cada grupo responsabilizou-se pela orientação educativa de um paciente e seu responsável, no âmbito da sala de espera, com o propósito de transladar as informações ao mesmo sobre o tema proposto, sendo recomendado de 5 a 8 minutos de explanação do tema da cartilha para cada paciente. Impactos: A experiência proporcionou oportunidade para que os acadêmicos do sexto semestre de fisioterapia, vivenciassem e desenvolvessem novos conhecimentos e habilidades que propiciaram um impacto positivo na vida acadêmica e pessoal do universitário, ademais, possibilitou colocar de modo pragmático o que foi aprendido em aula. A Fisioterapia na Atenção Primária desenvolve no acadêmico a noção de determinantes e condicionantes saúde, bem como favorece ao aluno aprender habilidades de comunicação por meio de atividades de promoção a saúde e prevenção de doenças tais como a elaboração de cartilhas educativas e orientação ao paciente ou cuidador como forma de auxiliar na mudança de estilo de vida mais saudáveis, evitando assim, as doenças crônicas não transmissíveis que atualmente são problema de saúde pública com alta morbidade e mortalidade. Considerações: A inserção do acadêmico na prática, permite que o mesmo desenvolva conhecimento, técnicas e habilidades que façam com que esse amplie seu olhar sobre a vida acadêmica, profissional e pessoal, e também auxiliando na edificação de um futuro profissional biopsicossocial salutífero.

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


A revista Cadernos de Educação, Saúde e Fisioterapia foi avaliada como B2 na área de Ensino, B3 na área de Serviço Social, B4 nas áreas de Saúde Coletiva, Interdisciplinar, Enfermagem e Educação Física e B5 na área de Medicina II e Arquitetura, Urbanismo e Design no QUALIS/CAPES - Quadriênio 2013-2016.