PROMOÇÃO DE SAÚDE E ESTIMULAÇÃO DO DESENVOLVIMENTO NEUROPSICOMOTOR DE CRIANÇAS EM UMA CRECHE MUNICIPAL DE TERESÓPOLIS - RJ

Andreia Serra Graniço, Ana Carolina Gomes Martins, Leticia Monclaro Mouteira, Rodrigo Henrique Torbis Batista Gonçalves

Resumo


Introdução: O desenvolvimento infantil é campo de interesse do fisioterapeuta e vem sendo alvo de constantes intervenções, a fim de prevenir e/ou intervir sobre distúrbios psicomotores já existentes. A atuação do fisioterapeuta não se restringe a reabilitação, mas também se estende a prevenção e promoção de saúde. Nesse contexto, conhecer o desenvolvimento motor típico é um pré-requisito indispensável para uma boa abordagem em fisioterapia pediátrica, seja ela preventiva ou curativa.Ações de puericultura envolvem não somente o controle do crescimento corporal, mas também avaliação das aquisições dos marcos motores; campo esse estudado amplamente pelo fisioterapeuta. Um rastreio preventivo é capaz de propor estratégias e estimulações para que o desenvolvimento neuropsicomotor da criança seja estimulado adequadamente. A vivência prática, permite a integração entre conceitos teóricos e estimula ao discente a buscar mais profundamente soluções e conceitos que fundamentem e expandam suas habilidades práticas. Descrição: Após autorização da Secretaria Municipal de Educação de Teresópolis, da direção do Centro de Ciências da Saúde do UNIFESO e da Direção da Creche Municipal Paraíso - Teresópolis, RJ, foram realizados 5 encontros com frequência de 1 vez por semana com a duração acerca de 1h30 minutos cada encontro. O componente curricular responsável pela atividade dividiu a turma em 6 grupos, sendo estes grupos responsáveis por avaliar e estimular as atividades neuropsicomotoras cada grupo alocado em 1 turma de em média 15 crianças e 1 grupo responsável por realizar rodas de conversa com os professores, coordenadores e diretores, a fim de oferecer informações quanto as avaliações realizadas, esclarecer dúvidas, realizar capacitação dos mesmos e atender as demandas advindas da equipe de profissionais que atuam na referida creche. Impactos: Esse projeto, permitiu inserir o discente do curso de fisioterapia do UNIFESO em um cenário de prática extra muros, onde além de aplicar o assuntos ministrados em sala de aula, o discente foi estimulado a elaborar o planejamento e realizar ações de promoção de saúde à criança e realizar atividades que favorecessem a estimulação do desenvolvimento neuropsicomotor - DNPM. Permitindo assim, a apresentação de estratégias que facilitassem o seu desenvolvimento e /ou aperfeiçoamento da qualidade das atividades neuropsicomotoras. Segundo relato dos acadêmicos, vivenciar o cenário de pratica creche, foi importante para que pudessem: aproximar-se de crianças DNPM em idade cronológica típica e não típica, desenvolver criatividade para a abordagem pediátrica; sensibilizar para maior dedicação ao componente curricular, e ainda adequar sua linguagem ao mundo infantil.Segundo a coordenadora da creche, tanto a avaliação, quanto a abordagem às crianças, foram extremamente bem recebidas e elogiadas, pelos professores/ agentes da creche, responsáveis e exposto pelas crianças. Além disso, as rodas de conversa com os professores / agentes da creche foram muito ricas tanto para orientar a prática de atividades, quanto para esclarecer dúvidas quanto a questões do DNPM. Considerações: Acompanhar e atuar no desenvolvimento motor típico em creche é uma experiência rica para discentes de graduação em fisioterapia e traz benefícios para as crianças, equipe da creche e pais que são assistidos por professores e acadêmicos da área da saúde.

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


A revista Cadernos de Educação, Saúde e Fisioterapia foi avaliada como B2 na área de Ensino, B3 na área de Serviço Social, B4 nas áreas de Saúde Coletiva, Interdisciplinar, Enfermagem e Educação Física e B5 na área de Medicina II e Arquitetura, Urbanismo e Design no QUALIS/CAPES - Quadriênio 2013-2016.