A IMPORTÂNCIA DO ESTUDO DE CASO CLÍNICO NO PROCESSO DE EDUCAÇÃO PERMANENTE NA UNIDADE DE CUIDADOS INTERMEDIÁRIOS CANGURU

Elisa Sonehara de Morais, Ana Paula Sabino de Medeiros Neves, Stênio Medeiros de Carvalho, Luizza Beatriz da Silva, Noeme Beatriz Dantas de Paiva, Geísa Andréa de Menezes Chaves, Ruy Medeiros de Oliveira

Resumo


Introdução: Uma das atribuições da equipe de saúde que compõe a Unidade de Cuidados Intermediários Canguru (UCINCa) é participar de capacitação em serviço como condição básica para garantir a qualidade da atenção estabelecida pelo Método Canguru. E a Educação Permanente em Saúde, têm como referência conceitual uma concepção de trabalho no SUS como aprendizagem cotidiana e comprometida com os coletivos. Além disso, reconhece o cotidiano como lugar de invenções, acolhimento de desafios e substituição criativa de modelos por práticas cooperativas, colaborativas, integradas e corajosas na arte de escutar a diversidade e a pluralidade do país. Dentre as metodologias, o estudo integrado de Casos Clínicos é uma metodologia ativa que compõe parte da abordagem pedagógica que estimula a criatividade na construção de soluções aos problemas da vida real, promovendo a prática baseada em evidências e a compreensão da responsabilidade individual e coletiva no processo de aprendizagem. Este estudo integrado pode ser realizado em Rodas de Conversa, utilizada para uma comunicação dinâmica e produtiva entre diversos grupos, pois é uma técnica muito rica, utilizada na prática de aproximação entre os sujeitos no cotidiano. Descrição: A equipe multidisciplinar da UCINCa é composta por pediatras, farmacêuticos, fonoaudiólogos, fisioterapeutas, enfermeiros, técnicos de enfermagem, nutricionistas, assistentes sociais, psicólogos e residentes , reúnem-se semanalmente para realização de rodas de conversas com o objetivo de analisar casos de recém-nascidos internados na unidade, Nas discussões, além de aprofundar cientificamente no diagnóstico clínico e funcional, são reavaliadas condutas sobre a alimentação do RN, os medicamentos utilizados, aspectos sociais da família, promoção do método Canguru em sua segunda etapa e preparação para fase ambulatorial, entre outras questões. Todos os integrantes da equipe tem liberdade para apresentar os aspectos específicos de cada especialidades. Impactos: Através deste estudo dos casos clínicos, ocorre uma educação de forma permanente, assim como, uma integração da equipe multidisciplinar, facilitando uma aprendizagem ativa sobre o tema estudado, debatendo, questionando, ouvindo, ensinando, estimulando a construir o conhecimento em toda a equipe. Assim, uma equipe alinhada e comprometida promoverá aos usuários do serviço, uma assistência humanizada e qualificada, baseada em evidência. Considerações: Este trabalho é de fundamental importância para a equipe e usuários do serviço, já que discute cada caso de forma interdisciplinar, propiciando um planejamento terapêutico mais adequado ao RN, bem como, para sua família.

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


A revista Cadernos de Educação, Saúde e Fisioterapia foi avaliada como B2 na área de Ensino, B3 na área de Serviço Social, B4 nas áreas de Saúde Coletiva, Interdisciplinar, Enfermagem e Educação Física e B5 na área de Medicina II e Arquitetura, Urbanismo e Design no QUALIS/CAPES - Quadriênio 2013-2016.