DESCOBRINDO O QUE É FAMÍLIA EM UMA DISCIPLINA DE PRÁTICA I DO CURSO DE FISIOTERAPIA

Ermenilde da Silva Pinto

Resumo


Introdução: As diretrizes curriculares de 2002, atividades práticas específicas da fisioterapia deverão ser desenvolvidas gradualmente desde o início do curso de graduação. A ementa da Disciplina Prática Assistida I assinala que a experimentação no campo da saúde coletiva, com ênfase na atenção primária proporcionará um campo interdisciplinar e interinstitucional de conflitos e interesses de diferentes atores e saberes, e propiciando a integração ensino-serviço-aprendizagem com vistas à integralidade da assistência. Descrição: A metodologia dessa disciplina é fornecer subsídios para preenchimento das duas ferramentas de acesso á família: Genograma e Ciclo de Vida para aplicá-las em uma família escolhida por um profissional da saúde de uma comunidade que faz parte do campo de estágio do curso de fisioterapia da EMESCAM e relacionar a esta, observando o ambiente familiar dos estudantes. Ao longo do semestre são realizados três rodízios e teoricamente seria que os estudantes trouxessem o conceito das ferramentas, e aplicá-las na família escolhida. Esse é o segundo ano que estou nessa disciplina e na elaboração das estratégias que eu usaria com os alunos surgiram várias questões como: Como olhar o outro sem olharmos para nós mesmos? Como adentrar em uma família sem refletirmos sobre a nossa? Pois bem, no primeiro dia de cada módulo eles precisam trazer algo sobre família. Pode ser música, foto, texto, poema enfim é livre. Em círculo eles vão falando o que trouxeram. No ano passado os grupos não trouxeram nada diferente, apenas o solicitado. Esse ano segui com o mesmo esquema e aí foi a minha grande surpresa. Os três grupos trouxeram relatos incríveis a respeito das suas próprias famílias. Em clima de muito respeito, eles falaram sobre suas famílias para o grupo e puderam expor situações pessoais como: maus tratos, criados por terceiros, abandono, conflitos entre as famílias, a religião unindo e desunindo, uso de drogas, álcool, houve momentos de choro, alguns precisaram parar para respirar de tão intenso que foi. Isso nos três grupos e não tem como escrever em um resumo tudo que foi falado e sentido. No segundo dia eles respondiam as perguntas do Ciclo de vida e foi outro grande momento, pois precisaram sair da caixinha de cristal onde no primeiro momento tudo são "flores" e ao correlacionar com a realidade viram como tudo é diferente e por último a confecção dos próprios genogramas com o gráfico das suas realidades familiares. Aí sim, íamos para a comunidade e cada grupo aplicava as ferramentas em uma moradora. Impactos: Para eles e para mim falar de família é como um grande "bolo" com direito a diversos ingredientes, camadas com muito recheio, cobertura cremosa e os diversos sentimentos permeando em todo ele. Acrescento a confiabilidade para comigo e a importância de espaços para podermos falar e interagir sobre nós mesmos. Considerações: Família é a base de tudo.

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


A revista Cadernos de Educação, Saúde e Fisioterapia foi avaliada como B2 na área de Ensino, B3 na área de Serviço Social, B4 nas áreas de Saúde Coletiva, Interdisciplinar, Enfermagem e Educação Física e B5 na área de Medicina II e Arquitetura, Urbanismo e Design no QUALIS/CAPES - Quadriênio 2013-2016.