IMPACTO DO PROJETO BANDEIRA CIENTÍFICA PARA A FORMAÇÃO ACADÊMICA EM FISIOTERAPIA

Camila Medeiros Queiroz, Priscila Jusley Kim

Resumo


Introdução: O Curso de Fisioterapia da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo objetiva formar Fisioterapeutas com perfil generalista e humanista para atuar nos diferentes níveis de atenção à saúde. As extensões acadêmicas são imprescindíveis para compor tal formação, as quais agregam a responsabilidade social. Neste cenário, o Projeto Bandeira Científica, desde 2002, contribui para experiência interprofissional em atividades assistenciais e de promoção, proteção e educação em saúde em um município de pequeno porte no Brasil. Descrição: O projeto se organiza em ciclos de um ano, dividido em três fases. Na fase de preparação, a equipe incluindo a de Fisioterapia realiza reuniões para a idealização e planejamento de ações a partir de diagnóstico situacional da cidade, além de reuniões interprofissionais para discussão de temáticas pertinentes. Na imersão são realizadas as atividades planejadas durante duas semanas na cidade. A fase de seguimento, com o intuito de avaliar as ações do projeto, é construído relatório para documentar e interpretar os achados de forma propositiva além de potencializá-los para uso do município e dos alunos. Além dos atendimentos ambulatoriais, são realizadas atividades de ergonomia com trabalhadores, visitas domiciliares, adaptação de dispositivos auxiliares e cuidados com a saúde dos participantes do Projeto. Impactos: A experiência vivenciada pelos alunos tem sido positiva, pois amplia o olhar para a realidade e contribui para a saúde da população, considerando a rede de saúde local. Além disso, discutir e elaborar atividades com outros cursos tem sido experiência rica para os participantes, tanto para a formação profissional, quanto pessoal, apesar de encontrarem obstáculos para a atuação interdisciplinar, caracterizando-se mais por ser multiprofissional, uma vez que no processo formativo esse aprendizado é escasso e os alunos possuem dificuldade em compreender os limites de atuação das profissões e como estas podem contribuir para a saúde integral do usuário. Ainda, com o desafio de recursos humanos e materiais escassos, além de ambientes não adaptados e de comunicação efetiva com os usuários (técnica x cotidiana) e alunos de outras profissões, é propiciado constantemente aprendizado coletivo com construção de conhecimento da vida como ela é. Em destaque, a participação no Projeto proporciona aos alunos oportunidade de fazer continuidade de atenção à saúde, pois após a assistência e ações com o usuário, há articulação com a equipe de saúde da cidade para referenciar cada pessoa na rede de atenção à saúde. Considerações: O projeto tem papel importante para a formação acadêmica dos participantes, uma vez que permite análise e execução de atividades para as demandas da cidade e pensamento crítico sobre o contexto. Além da trocas de conhecimento e vivências com outras áreas, que possibilita outras formas de abordagem à população, contribuindo para uma formação interprofissional e cuidado integral.

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


A revista Cadernos de Educação, Saúde e Fisioterapia foi avaliada como B2 na área de Ensino, B3 na área de Serviço Social, B4 nas áreas de Saúde Coletiva, Interdisciplinar, Enfermagem e Educação Física e B5 na área de Medicina II e Arquitetura, Urbanismo e Design no QUALIS/CAPES - Quadriênio 2013-2016.