INOVANDO EM SALA DE AULA NA ATENÇÃO À SAÚDE DA MULHER E DO HOMEM UTILIZANDO COMO RECURSO AS METODOLOGIAS ATIVAS

Angelise Mozerle, Mary Lee dos Santos, Sabrina W. Sties

Resumo


Introdução: Por meio das metodologias ativas, lúdicas, interativas, por aprendizagem em pares, problematização, arco de Maguerez, rotação por estações, educadores e alunos trabalham juntos para superar desafios. A metodologia ativa é um processo amplo e possui como principal característica a inserção do aluno/estudante como agente principal responsável pela sua aprendizagem, comprometendo-se como uma excelente ferramenta para facilitar na produção do conhecimento. Descrição: Grupo de 20 alunos, sendo os primeiros 20 minutos de aula expositiva e dialogada, e posteriormente utilizando a metodologia ativa, os alunos sendo divididos em 5 grupos e utilizando o recurso Arco de Maguerez na área de Saúde da Mulher e do Homem sendo a Incontinência Urinária (IU) a Realidade do Arco de Maguerez, e os seus itens posteriores como observação da realidade, pontos chaves sobre essa disfunção a teorização que leva a IU, hipóteses de solução para minimizar os efeitos deletérios e se a mesma se aplica a realidade. Os alunos posteriormente apresentavam como propostas ações para serem divulgadas na Instituição, em Unidades Básicas de Saúde ou na Comunidade. Em um segundo momento, o mesmo grupo foi dividido em rotação por estações, onde cada grupo ficou responsável por subdivisões da Avaliação do paciente :1 grupo: Anamnese, 2 grupo: Avaliação Postural, 3 grupo: Inspeção do Assoalho Pélvico, 3 grupo: Palpação do Assoalho Pélvico, 4 grupo: utilização do diário miccional, 5 grupo: Pad Test, 6 grupo: avaliação por meio do Biofeedback eletromiográfico. Impactos: As metodologias ativas são um conjunto de atividades organizadas, com a presença marcante da intencionalidade educativa, no qual os estudantes deixam de ser um agente passivo (que apenas escuta) e passa a ser um membro ativo no processo de aprendizagem por meio de estratégias pedagógicas que estimulam a apropriação e produção conhecimento e análise de problemas. Considerações: O aluno torna-se protagonista no processo de construção de seu conhecimento, sendo responsável pela sua trajetória e pelo alcance de seus objetivos, no qual deve ser capaz de autogerenciar e autogovernar seu processo de formação.

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


A revista Cadernos de Educação, Saúde e Fisioterapia foi avaliada como B2 na área de Ensino, B3 na área de Serviço Social, B4 nas áreas de Saúde Coletiva, Interdisciplinar, Enfermagem e Educação Física e B5 na área de Medicina II e Arquitetura, Urbanismo e Design no QUALIS/CAPES - Quadriênio 2013-2016.